Por que ninguém entende o uso dos porquês numa frase? Porque, embora pareça complicado, é simples. Uai, mas existe um porquê? Por quê?

 

Este post foi motivado pela FAQ 35 do mais novo blog do Cardoso. Como lidar com separações, uniões e enchapelações dos porquês.

O troço é purdimais de simples. E é o tipo de errinho que é tão bobinho que a gente nem percebe, simplesmente deixa passar batido. E, como não é nada gritante ou escandaloso, como um seje bem-vindo, por exemplo, a gente deixa prá lá no meio da frase sem fazer maiores estragos – e quem disse que esses estragos são de grande porte?

Mas vamos à explicação. Baseio-me no Manual de Redação e Estilo do Estadão, a única coisa razoavelmente prestável produzida pelo clã dos Mesquita.

Por que – Usado em perguntas, ou em frases com efeito de pergunta:

Ô vovó, por que essa boca tão grande? / Puxa vida, a vovó ainda não me explicou por que ela tem uma boca tão grande.

Porque - Usado em respostas, ou em frases com efeito de resposta:

Tenho esta boca grande porque fui mordida por um marimbondo, ó netinha salsinhenta. / Expliquei à salsinhenta da minha neta que estou com  a boca grande porque fui mordida por um marimbondo.

Por quê – sem maiores explicações. O por que é separado e tem valor de pergunta? Ótemo. Tá no final da frase? Então, não enche o saco, taca o chapeuzinho (se vc quiser que ele seja vermelho, o problema é seu. Mas eu tinha que enfiar esse trocadilho aqui em algum lugar, já que minhas frases de exemplos são ilustradaspor…. ah, vá! Não vou ficar explicando trocadilho! Credocruz, fico meio amebenta nas noites de sexta-feira….), parte pro abraço e não enche, oras!

Ô vovó, você está com a boca tão grande…. por quê?

Porquê – Esta toba daí do lado é a única palavra que não é conjunção, mas substantivo. Ou seja:  se, na frase, o porquê puder ser substituído pelas palavras motivo, razão ou circunstância (lembre-se do professor Girafales, mas considere que, na frase do link em questão, seria melhor a expressão por qual causa (…) ), ele vai junto e com acento. Diquinha básica: se ele levar um artiguinho o ou um antes, então é batata – e chapeuzinho. Se levar o artiguinho os ou uns antes, daí ele vai pro plural e vira porquês.

Minha netinha não entendeu o porquê de eu estar com a boca grande.

Agora, se você chegou até aqui e sabe falar inglês não maravilhosamente, mas razoavelmente bem (pode até traduzir West Bank por Margem Direita), agora é que você não erra mais:

Pegue a frase original em português com o porque enfiado, e traduza a dita pro inglês. Se, na tradução, seu por que virou why, então separa o benedito; se o porque virou because, gruda o dito cujo. E, se virou reason – junta e taca o acento - e beijomeliga.

 


11 comentários sobre “Por que ninguém entende o uso dos porquês numa frase? Porque, embora pareça complicado, é simples. Uai, mas existe um porquê? Por quê?”

  1. Benes Junior comentou:

    Muito bom!
    Aprendi bem mesmo no ginásio…
    Mas lemrbo da professora da Facu, que nos deu um show de aula só tirando dúvidas como essa na UGF da Candelária, no primeiro período em 2006.
    Obrigado, professora (adoro ela, mas perdão por ter esquecido seu nome)
    Felicidade, saúde e sucesso,
    Benes Junior

  2. Vanessa comentou:

    Adorei seu blog!!! Divertido, inteligente, tudo de ótimo…

  3. Madrasta do texto ruim comentou:

    Muito obrgada, minha filha! Às ordens, viu?
    E que Nossa Senhora da Locução Verbal ilumine seus caminhos! :o)

  4. The Dude comentou:

    podias fazer um text desse a respeito da crase…. :)

  5. Madrasta do texto ruim comentou:

    Meu caro, eu já fiz alguns posts sobre dona crase… joga lá na busca do blog (cantinho direito, lá nosembaixo) “crase”, que você vai ver…. boa sorte! :o)

  6. SONIA MARIA comentou:

    Adorei seu blog, me enrolo toda com os porques.

    abraços

  7. Madrasta do Texto Ruim comentou:

    Obrigada pelo elogio, zifia!
    Que Nossa Senhora do Porquemixplica te abençoe e proteja teus caminhos! :D

  8. Mariana... comentou:

    Obrigado, por estarem no disponibilizando a nós estudantes essa ajuda para nós melhor entender o uso dos porquês.

  9. Madrasta do Texto Ruim comentou:

    De nada, Mariana! volte sempre! (Ah, vou considerar o “para nós melhor entender” brincadeira, OK? Caso vc tenha dito a sério, ou não entenda porque eu achei que isso fosse brincadeira, volte já aqui e sente-se na cadeira que eu vou puxar sua orelha e te dar mais umas boas aulas de português, menina!

    Beijos da
    Madrasta

  10. anna clara comentou:

    obrigada me ajudo muito!!!

  11. Madrasta do Texto Ruim comentou:

    Ah, que lindo!!! A moça é adepta da autoajuda!!! “Me ajudo muito” < --- significa que você é sua principal auxiliar, certo?

    (paporra….)

Deixe o seu comentário aqui!

Publicado com o WordPress