Acredite: é melhor ser mais bem preparado do que melhor preparado

Share Button

Tanta gente falando q a Copa do Brasil foi melhor preparada do que as Olimpíadas de Londres, e isso tá me incomodando tanto que eu vou ressuscitar este post de 2009 pra explicar pra vcs como e por que vocês ESTÃO ERRADOS, CACETE!

É MAIS BEM PREPARADO!!!!!

**********************************

 

Ah, a flexão de grau dos advérbios… ela te leva lá pra cima ou lá pra baixo num único movimento. E, quando as palavras melhor pior se metem no meio, aí é que o fenômeno do fez-se a bosta! ameaça com tudo.

Dizem que uma vítima recente do fez-se a bosta! nesse caso foi o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Parece que ele afirmou, num comício, que ele era melhor preparado que o Lula pra governar o país. Não encontrei nada no Google que me ratificasse tal afirmação, então não vou acusá-lo de mau uso da Líng…

Mas espere! Encontrei um discurso de 1988 do presidente Fernando Henrique Cardoso em que ele diz que o Brasil estámelhor preparado para se posicionar no mundo. Mais uma vez vou abstrair as piadinhas óbvias (o Brasil consegue ficar de quatro mais rápido agora, né?) porque não quero tornar este caldeirão palco de manifestações políticas. A única a ser defendida aqui será a Língua Portuguesa. E os únicos a serem atacados aqui serão os que primeiro atacarem nossaFlor do Lácio.

Mas eu falava do discurso do presidente Fernando Henrique Cardoso. Tá lá na página 7, antepenúltimo parágrafo. Vamos analisar o dito. Pra isso, vou copiar o trechinho aqui:

Tenho consciência do que representa pedir um esforço maior de contenção. Faço-o para garantir a
estabilidade, com os olhos voltados para um futuro com maior segurança econômica, para um
Brasil ainda mais forte e melhor preparado para se posicionar no mundo.

Tenho consciência do que representa pedir um esforço maior de contenção. Faço-o para garantir a estabilidade, com os olhos voltados para um futuro com maior segurança econômica, para um Brasil ainda mais forte e melhor preparado para se posicionar no mundo.

Agora, vou copiar aqui o que a Gramática Contemporânea da Língua Portuguesa, do José de Nicola e do Ulisses Infante, tem a dizer sobre melhor pior:

As formas sintéticas melhor pior podem ser adjetivas ou adverbiais. No primeiro caso, referem-se aos adjetivos bommau; no segundo, aos advérbios bemmal. Observe os exemplos:

Era um jogador imprevisível: um dia, fazia o melhor passe da partida; noutro, a pior jogada do mundo!

Nesse caso, temos dois adjetivos, referindo-se a bom (passe) e (jogada), respectivamente.

Não estou melhor nem pior: continuo na mesma.

Temos, agora, dois advérbios, referindo-se a bem mal, respectivamente.

Note também que, quando adjetivos, melhor pior apresentam flexão de número (vão pro plural):melhores passes, piores jogadas. Isso não ocorre quando se trata de advérbios: não estamos melhornem pior.

Outra observação: diante de adjetivos-particípios, é recomendável o uso das formas analíticas mais bem e mais mal, em substituição a melhor e pior:

As crianças deste país deveriam ser mais bem alimentadas; aquele é o aviso mais mal redigidoque já li!

Oooooopa! Parece que o éfe agá (como diria o Veríssimo) escorregou no português, né?

Porque, se ele quis dizer que o Brasil já estava bem preparado (Em 1998? Ah, deixa prá lá!) para se posicionar no mundo (aliás, quem foi o infeliz que resolveu que é legal posicionar país, hein? Ah, deixa prá lá de novo!), ele deveria ao menos dizer que, com seu governo, o país ficou mais bem preparado pra se posicionar no mundo, né? Eu poderia terminar este post dizendo que, como isso não é lá verdade, ele formulou a frase em português errado.

Share Button


4 comentários sobre “Acredite: é melhor ser mais bem preparado do que melhor preparado”

  1. Luis comentou:

    Agradeço à Bruxa do Objetivando Disponibilizar pela graça alcançada!

    FINALMENTE! Eis que uma das grandes dúvidas da minha vida foi solucionada!

    Juro que nunca me ocorreu postar essa dúvida aqui, mas é algo que me corrói há tempos. “Melhor preparado” sempre soou mal; “Mais bem preparado” soa um pouco melhor, mas será que pode? “Mais” e “bem” juntinhos assim, será?
    Sabia que eu podia contar com o auxílio supimpa do meu blog favorito.

    Oba, uma dúvida a menos na minha vida!!

    PS: agora que eu vi que tem um dedo do Ulisses Infante na solução deste mistério. Graaande professor!!

  2. Miguel M. comentou:

    Ai, ai… O que é isso aí em cima, “uma resposta TO”?

    MM,

  3. Madrasta do Texto Ruim comentou:

    Isso é creca que eu ainda tenho que consertar! Vou falar com o pedreiro (/Marido – suporte técnico) pra ele passar um cimentinho aí…

  4. cristovam comentou:

    querida madrasta!
    Vou comentar aqui, mas é porque ainda não sei como mandar posts interessantes para você. É sobre a matéria da Folha de São Paulo eletrônica de hoje sobre os candidatos a presidente. Tirando o óbvio apoio ao aécio snows, olha o que o coleguinha jornalista escreveu:
    “Entre os novatos na corrida ao Palácio do Planalto está o tucano Aécio Neves, ex-governador de Minas Gerais, que tem aparecido em segundo lugar nas pesquisas eleitorais, atrás apenas de Dilma.”
    Adoro esses deslizes. Se ele está em segundo lugar, tem de estar atrás APENAS do primeiro, não é mesmo?
    Ah, segue o link da matéria completa, mas não vale a pena ler, não. é só para constar.
    http://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2014/07/01/dos-10-candidatos-a-presidente-4-sao-figurinhas-repetidas.htm

Deixe o seu comentário aqui!

Publicado com o WordPress