Derrota Collection Week , a gênese do terceiro turno

Share Button

48 horas e sete (oito?) manchetes que desfilaram terror
e uma coleção de derrotas (na verdade, foi uma só)
para Dilma Rousseff

Já contei aqui que estou fazendo um trabalho no qual contabilizo mondi manchete de Globo e Folha durante o segundo turno das eleições. Nesse post lincado, eu falei do poder do verbo derrotar e do substantivo derrota usados contra Dilma.

Pois bem.

Joguei lupa em cima dessas informações específicas, e descobri aquela que deve ter sido a gênese do terceiro e quarto e quinto e sexto e centésimo octagésimo nono turno. Foi um grande desfile de derrotas novas, e outras, e mais, e persistentes, acompanhadas ou não de ameaças, no carão dos jornais impressos. Como vocês irão perceber, cada qual teve seu estilo, sua personalidade, sua marca pessoal nessa vergonhosa passarela. Como esse fenômeno começou na semana pós-segundo turno e permite uma série de metáforas comparativas com um desfile de moda, batizei o dito de Derrota Collection Week. Vocês vão entender o porquê já, já.

Acompanhem comigo o desfile a evolução da coisa, neste calendário que traz apenas a última semana de outubro de 2014:

DCW

Dia 26 de outubro, domingo – Dia de votação. Fomos todos sufragar e ficamos no aguardo do escrutínio. (foi de propósito pra você correr atrás do dicionário. Dou mó força! 😀 ) Graças ao Acre, não morremos. Dilma venceu no fotochart (outra chance de você buscar o dicionário). Repito: Dilma Venceu. Em segundo, Aécio e beijos pra Lourdes Nassif 😛

Dia 28 de outubro, terça-feira – 48 horas depois da vitória de Dilma (vou repetir mais uma vez: Dilma V E N C E U, vê, é, êne, cê, é, ú, vêêêiiin-ssssêêêêêuuuu), a Câmara dos Deputados põe em votação a regulamentação dos conselhos populares. Não vou contextualizar a coisa aqui. Fique à vonts pra dar aquela busquinha marota no Google. O que nos interessa aqui é apenas uma informação: A Câmara rejeitou a regulamentação dos Conselhos Populares, nos moldes do que pretendia o Palácio do Planalto.

Dias 29 e 30 de outubro, quarta e quinta-feiras – Eis que é chegada a hora de os jornais noticiarem o babado legislativo da noite anterior. No meu trabalho, separei as manchetes que traziam as palavras Dilma, Aécio ou Lula. Do total de manchetes separadas nessas 48 horas, 26% (mais de um quarto delas) mencionavam derrota ou seus derivados. Lembrem-se: o único fato concreto que se tem foi a não aprovação, pela Câmara dos Deputados, de um texto conforme pretendia o Planalto. Um único texto reprovado, um único assunto em questão.

Então, acompanhem o catwalk de Globo e Folha em suas respectivas passarelas:

29 de outubro:

Mercedes-Benz New York Fashion Week Spring/Summer 2013 - Dennis Basso - Runway Featuring: model Where: New York City , New York , United States When: 12 Feb 2013 Credit: Jeff Grossman/WENN.com

Câmara impõe 1ª derrota a Dilma após reeleição (Folha, 1ª página. Manchete repetida na parte interna do jornal, o que me permitiu somar esta teteia duas vezes)

Câmara derrota Dilma e veta Conselhos Populares (O Globo, 1ª página)

Câmara derruba decreto de Dilma que criava Conselhos Populares (O Globo, interna)

30 de outubro

Presidente do Senado promete impor nova derrota a Dilma (Folha, 1ª página)

Congresso ameaça impor novas derrotas a Dilma no plenário (Folha, interna)

Senado ameaça também derrotar Dilma (O Globo, 1ª página)

Renana avisa: próxima derrota de Dilma será no Senado (O Globo, interna)

Agora me digam quantas derrotas vocês acham que Dilma sofreu nessas 48 horas? Pois é.

Vou parar este post por aqui. Volto ainda esta semana com a análise de cada uma dessas manchetes lheandas. O que eu vou fazer, mal comparando, é a descrição físico-fisiológica do processo que faz com que um projétil seja atirado de um revólver dentro do corpo de um indivíduo, e o que acontece com o corpo deste indivíduo até que ele morra por causa do projétil.

(Enquanto isso, os jornalistas e editores de jornais ô raça! se comportam como um trafica qualquer de meia pataca que dispara sua metralhadora pra cima feito louco, sem pensar, e grita: TACÁTERRÔ! TACÁTERRÔ!)

Share Button


2 comentários sobre “Derrota Collection Week , a gênese do terceiro turno”

  1. Maria comentou:

    Estrategistas de guerra de comunicação.Felizmente os meios mudaram.Minha preocupação é quanto a inequívoca vontade da direita de controlar os meios enquanto grita
    “liberdade de expressão”. A direita usaria até ditadores para culpar em caso de tirar nossa liberdade de expressão.Já não tentam triar nossas escolhas no Congresso?

  2. Hell Back comentou:

    Sim! Tentam de todos os modos implantar a política do terror.

Deixe o seu comentário aqui!

Publicado com o WordPress