Ah, moleque!

Crases traquinas

Crases traquinas

A dica foi da Lele num pio Twitter afora. A foto acima traz o detalhe (detalhezinho bobo, fútil, sabe?) de um anúncio de página inteira dos chocolates Garoto, publicado na revista Veja desta semana. J-A-M-A-I-S que eu iria comprar revista Veja, ainda mais pra mostrar anúncio mal-redigido. Aproveitei que tinha um exemplar no consultório hoje  e tirei a foto.

OK, tia Maricota ensinou láááááááá no segundo grau: para saber se o a leva o famigerado acento grave (`), temos que conferir duas coisas:

1- Depois do a tem palavra feminina? OK e OK, respectivamente.

2- Se a palavra feminina em questão for substituída por uma palavra masculina, o a que vem antes dela vira ao? Bom, pra conferir vamos substituir paixão e razão por carvão e tropeção, só pra rimar:

Para os corações movidos a carvão: um delicioso chocolate.

Para os corações movidos a tropeção: um poderoso oxidante.

É, não deu. O a continuou intacto, sem chamar um mísero artiguinho o prum chopinho básico. Então, AS DUAS CRASES ESTÃO ERRADAS, CÁSPITAAAAAAAAAAAAAA!!!!!

Se o chocolate em questão faz bem ao coração, como afirma o anúncio, o texto que o introduz faz mal ao fígado e à Língua Portuguesa.

E ainda tem piada pronta: o nome do chocolate em questão é… TALENTO!!! Justamente o que faltou para a elaboração do anúncio (que, só de veiculação, custou mais de 200 merréis, como a Nádia informa aí nos comentários…)

Mas quem redigiu a tetéia (com acento) daí de cima? Ah, uma agenciazinha pequetitita de nada, uma tal de… W !!!!!

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHH!!!!

Me preocupo demais com as amebas, viu? Nunca antes na história deste país (/Lizinacio) as amebas se proliferaram tanto e com tanta desenvoltura por terrenos outrora exclusivos dos ectoplasmas suínos…

Atualização das 12:30 – Vou copiar e responder aqui o comentário do Diego, porque a observação dele foi bem pertinente:

Pesquisei o uso de crase e encontrei isso:
Usa-se o acento grave sobre o “a” quando ele equivale a: “para a” , “na” , “pela” , “com a”…
No caso, o “a” não estaria no lugar do “pela”? Veja:
Para os corações movidos “pela” paixão: um delicioso chocolate.
Para os corações movidos “pela” razão: um poderoso antioxidante.

Diego, no caso a preposição a pode ser substituída apenas por outras preposições: ou com ou por, sem que qualquer artigo se intrometa. Movidos por paixão / movidos com emoção.

E explico o porquê:

As frases do anúncio dão a entender que os corações são movidos por paixões ou razões genéricas, sem maiores explicitações, assim como um carro é movido a gasolina ou a álcool. A adição de um artigo, no caso, pediria um complemento: movidos pela paixão DE VIVER, por exemplo. Nesse caso, a preposição a já não seria a mais indicada para complementar o verbo mover, e precisaria ser substituída pela combinação da preposição por + artigo (pelo, pela, pelos, pelas).

Essa é a nossa Língua Portuguesa: repleta de firulas que fazem uma diferença danada. E que o autor da peça daí de cima deveria saber, posto que lida diariamente com isso!

Obrigada pela sua observação. Espero que minha explicação tenha ficado bem clara. E volte sempre! 🙂



20 comentários sobre “Ah, moleque!”

  1. Paula comentou:

    É, realmente o é erro feio. Deve ter passado pelo pobre revisor que a essa hora está com a cabeça a prêmio. Como revisora, sinto-me solidária.

  2. Alana comentou:

    Feio mesmo.
    Ah, e não existe “craseado”. Crase é o conjunto todo: a+a = à.

  3. Diego comentou:

    Pesquisei o uso de crase e encontrei isso:

    Usa-se o acento grave sobre o “a” quando ele equivale a: “para a” , “na” , “pela” , “com a”…

    No caso, o “a” não estaria no lugar do “pela”? Veja:

    Para os corações movidos “pela” paixão: um delicioso chocolate.

    Para os corações movidos “pela” razão: um poderoso antioxidante.

  4. objetivandodisponibilizar comentou:

    Diego, te respondi no próprio post, porque adorei sua observação! Foi superpertinente!

  5. Heloisa Biagi comentou:

    Gente, é greve dos revisores das agências, é? Como se não bastasse o tenebroso “Onde você vai estar ‘daqui cinco anos’?” do Ford Fusion (criação da JWT), agora essa? Nota zero de Português pra todo mundo.

  6. Nádia Lapa comentou:

    Sabe o que é pior? Esse anúncio custa 216 mil reais!!!

    Coloquei link pra este post no meu blog.

    Beijo

  7. MissInsonia comentou:

    Prof Pasquale é pinto perto de vc Bruxinha!!

    Ótima aula de acentuação!

    😎

  8. Hip Hop RnB Radio Streaming comentou:

    UUUUGGGGHHHH….AHHHHhhh I

  9. franci23 comentou:

    Nossa que coisa mais chata, deixa os erros de portugues em paz, pois isso é um charme que a porcaria da nossa lingua pode proporcionar.

  10. Allan Moraes de Sousa comentou:

    Olá,
    Me corrijam se eu estiver errado, pois não sei se o quadro vermelho que destaca o erro cobriu a vírgula, mas creio que deveria existir uma vírgula antes de “um”, em ambas as frases, uma vez que a oração está na ordem invertida (predicado + sujeito): “Um delicioso chocolate (sujeito) para os corações movidos a paixão. (predicado)” – sem vírgula. “Para os corações movidos a paixão (predicado), um delicioso chocolate. (sujeito)” – com vírgula.

    O que vocês acham?

    Abraços!

  11. Madrasta do Texto Ruim comentou:

    A vírgula foi substituída pelos dois pontos, conforme destacado no texto escrito aí em cima, em azul. E isso deixou o texto ainda mais estranho…

  12. Allan Moraes comentou:

    Ah, mas eu estava dizendo sobre a vírgula no original, o texto da propaganda mesmo.

  13. Madrasta do Texto Ruim comentou:

    A vírgula a que me referi também é do original. eu copiei o texto original do anúncio nesso texto do post acima, e destaquei em vermelho… 🙂

Deixe o seu comentário aqui!

Publicado com o WordPress