Deletei o último post (“Vamos fugir deste lugar, baby”)

Vou correr aqui antes que o feiticeirinho acorde.

O último post foi deletado na caradura mesmo. Na pressa que estava para postá-lo (culpa do feiticeirinho), não li direito o texto original.

O Arcanjo Faxineiro, que não dorme no ponto, me baixou um esporro muito bem dado e disse que o texto tava uma bosta. Ele fez comentário quilométrico e tudo, que eu deveria ter aprovado há algumas semanas, mas não fiz por falta de tempo. Para remendar o irremendável, optei pelo estilo papel higiênico: passa na bosta até a bosta sair toda (ou, no caso dos posts de um blog, tecla “excluir” é a serventia da casa).

Miguel, se você quiser que eu coloque seu comentário quilométrico aqui, é só pedir! Ele tá guardadinho no aconchego do meu agadê. Mas vamos ao que interessa. Tenho um post quilométrico pra botar pra fora antes que morra intoxicada aqui de tanto pensar nele. Vamos lá.



2 comentários sobre “Deletei o último post (“Vamos fugir deste lugar, baby”)”

  1. Priscila comentou:

    Olá, moça.

    Aqui é a esposa do Miguel. Não se ele te contou, mas ele era um escritor muito famoso aqui no nosso estado. Infelizmente ele faleceu no dia 10 de outubro e não teve tempo de te responder.

    Ele gostava muito das suas críticas no blog. Passei por aqui para te avisar.

    Abraços,

  2. Madrasta do Texto Ruim comentou:

    Ai, Priscila! Não me fale uma coisa dessas!!!!
    Menina, me conta como foi isso? Tadinhooooooooo!!! Cara, eu a-do-ra-va ele! Me amarrava nos comentários e puxões de orelha que ganhava dele!!!

    Puxa vida, por favor, me responda pelo endereço objetivandodisponibilizar@gmail.com

    Abraços, muita força pra você nessa hora e que, como bom anjo que ele foi, que ele esteja em óóótima companhia lá no céu! ;o(
    (P.S.: qual o nome completo dele, hein?)

Deixe o seu comentário aqui!

Publicado com o WordPress