Devassidão contábil

Na boa, se eu fosse esse boy (Boy? Ele é old, isso sim!), eu processava o UOL

Na home do UOL e na manchete do jornal (adivinha? Adivinha?) Folha de São Paulo (sabiiiia que você ia adivinhar! 🙂 \o/ ) a coisa dá a entender que o boy e o contador são amantes, mas no primeiro parágrafo a responsabilidade jurídica fala mais alto. ó só:

Office boy confirma relação com contador [Aqui a irresponsabilidade jurídica…], mas nega participação em quebra de sigilo

ROGÉRIO PAGNAN
DE SÃO PAULO

O office boy Ademir Estevam Cabral, 51, confirmou nesta quinta-feira em depoimento à Polícia Civil de São Paulo que já trabalhou com o contador Antonio Carlos Atella Ferreira […que foi corrigida imediatamente no lead da história], mas negou participação na quebra do sigilo fiscal de Veronica Allende Serra, filha do presidenciável José Serra (PSDB).

O interrogatório de Cabral ocorreu na Delegacia Seccional de Santo André (ABC paulista). Policiais ouvidos pela reportagem disseram que ele se apresentou sem advogado.

Não à toa a Folha tornou-se o primeiro jornal braisleiro a ser sumariamente sacaneado no Twitter.

Vou nem me dar ao trabalho de contar a quantidade de caracteres em cada linha da manchete do UOL. Limito-me a sugerir a substituição da palavra relação com conexão ou ligação. fica mennos pornográfico, né?

Ou, pelo menos, suscita menos piadinhas infames e pouco engraçadas.

E muito obrigada à nonna @nairbello por avisar da tetéia daí de cima.

Deixe o seu comentário aqui!

Publicado com o WordPress