O poder do foco na revisão otimizada

Espero que, com esse título, eu seja bem clara ao Submarino.

Este link aqui me foi enviado pelo Daniel Penasio via Twitter, com o evidente objetivo de encher o meu saco. Tava aqui pensando em como sugerir esse livro como presente de inimigo oculto (O poder do Foco Pessoal, se não for direcionado a fotógrafos, é o Evangelho Segundo as Amebas, só pode ser!) quando fui ler o texto com a descrição do produto:

Nesta obra o leitor irá identificar fatos que ocorreram na cidade de São Paulo e em seus arredores desde a década de 50, época em que crescia aceleradamente, mas ainda mantinha a tradição e os laços sociais capturados naqueles registros fotográficos. Nessa sociedade em transição, nada era fácil. Basta lembrar que ainda prevalecia a forte repressão dos meios rurais em um período em que a revolução sexual batia às portas.
O autor retrata muito bem um tempo em que as pessoas envolvidas em seu relato, pensavam e acreditavam no crescimento de nosso país de forma igualitária e lutavam por seus direitos.
Vemos que, infelizmente, nos dias de hoje, muitos desses ideais se transformaram e aqueles que sempre lutaram por uma sociedade mais justa, já se foram, enquanto que os remanescentes, já não são tão idealistas quanto eram no passado.
Acompanhe a trajetória do personagem Nilson e entenda como isso se processou na visão de um migrante nordestino. Ele aprendeu muito, mas também se mostrou aberto para o novo e buscou o crescimento em todos os sentidos. Muitos Nilsons estão à nossa volta todos os dias. Cada um deles carrega consigo suas aventuras, desventuras e frustrações. Porém, não deixam de ser brasileiros lutando pela sobrevivência por gerações

Nesta obra o leitor irá identificar fatos que ocorreram na cidade de São Paulo e em seus arredores desde a década de 50, época em que crescia aceleradamente, mas ainda mantinha a tradição e os laços sociais capturados naqueles registros fotográficos. Nessa sociedade em transição, nada era fácil. Basta lembrar que ainda prevalecia a forte repressão dos meios rurais em um período em que a revolução sexual batia às portas.

O autor retrata muito bem um tempo em que as pessoas envolvidas em seu relato, [mania estúpida de enfiar vírgula entre sujeito e predicado! Pô, eu queria passar batida por esse texto sem ter que corrigir o benedito, bosta! nº 1] pensavam e acreditavam no crescimento de nosso país de forma igualitária e lutavam por seus direitos.

Vemos que, infelizmente, nos dias de hoje, muitos desses ideais se transformaram e aqueles que sempre lutaram por uma sociedade mais justa, [mania estúpida de enfiar vírgula entre sujeito e predicado! Pô, eu queria passar batida por esse texto sem ter que corrigir o benedito, bosta! nº 2] já se foram, enquanto que os remanescentes, [mania estúpida de enfiar vírgula entre sujeito e predicado! Pô, eu queria passar batida por esse texto sem ter que corrigir o benedito, bosta! nº 3] já não são tão idealistas quanto eram no passado.

Acompanhe a trajetória do personagem Nilson e entenda como isso se processou na visão de um migrante nordestino. Ele aprendeu muito, mas também se mostrou aberto para o novo e buscou o crescimento em todos os sentidos. Muitos Nilsons estão à nossa volta todos os dias. Cada um deles carrega consigo suas aventuras, desventuras e frustrações. Porém, não deixam de ser brasileiros lutando pela sobrevivência por gerações

Sem atentar muito para o fato de Nilson se mostrar aberto para o novo e no que queira que isto venha a significar, como diria o outro, digo só mais uma coisa, Submarino:

CORRIGE A SINOPSE, PÔ!!!



Um comentário sobre “O poder do foco na revisão otimizada”

  1. visit the website comentou:

    I just want to say I am very new to blogs and absolutely enjoyed your blog site. Likely I’m want to bookmark your website . You actually come with fabulous articles. Thanks for sharing your blog site.

Deixe o seu comentário aqui!

Publicado com o WordPress