Pediu pra escrever mal – e entrou DUAS VEZES na fila

Não sei quem é Conrado Adolpho. Pra mim, isso é nome de personagem do Chico Anysio. Só acho que um sujeito que ainda usa o ph no lugar do f não tem exatamente moral pra falar de últimas tendências de Internet. Pior ainda se você levar em conta o fato de que este troço daqui foi encontrado em meu e-scaninho (aaaaaaaaaaaaaaaahhhhhhhhhh!!! Miacaaaaaaaaaaaabo com trocadilhoooooossss!!) de lixo eletrônico. Meu programa de e-mail sabe das coisas, viu? O cara se vale de spam pra dar aulas de marketing digital!!!!

Prá quê tudo isso? O cabra usa spam pra divulgar um festival universal de lugares-comuns deste naipe (Duvida que o texto exista? Táqui! A piada pronta já começa no link, que chama 40 anos de Internet de novidades! Fujam para as montanhas!) aqui:

Em 40 anos de existência a internet se renova a cada dia. Em tempos de redes sociais e comércio eletrônico, há um ápice na construção de conhecimento.
1969 – o ano que mudou a história da humanidade – teve sua presença marcante nos mais variados campos do conhecimento. Neil Armstrong dá um “grande passo para humanidade”, Joplin canta e encanta em Woodstock e, em 2 de setembro de 1969, dois computadores da UCLA trocam dados pela primeira vez em um experimento da criação da Arpanet, embrião do que seria a internet.
Nesse ano, até o Pelé teve sua participação com seu milésimo gol.
A lua há muito já se tornou lugar comum da humanidade, Woodstock só vive na lembrança dos sessentões, mas mudou a história do rock e, quarenta anos depois, a Internet está mais atual e moderna do que nunca – virou revolução social.
Em tempos de redes sociais, comércio eletrônico e processos por pirataria, a rede se mostra como o ápice da construção de conhecimento desde a invenção da escrita e faz com que o consumidor tenha, pela primeira vez, voz ativa. As novas tecnologias vieram para ficar e mudar as regras do mercado.
Nesses 40 anos, o mundo mudou mais do que nos últimos 400. Tal constatação fica fácil quando consultamos os acontecimentos na Wikipedia dos últimos séculos. Quer saber como foi o próprio Woodstock? Entre no YouTube e veja por si só. A Lua? Google Moon.
Sempre afirmo que a Internet não é uma rede de computadores, mas sim, uma rede de pessoas. Foram as próprias pessoas que construíram o que vemos hoje. Que tomaram as rédeas do mercado e fizeram todo o trabalho.
Empresas se viram com suas regras viradas de pernas para o ar e tentam entender a tal da geração Y – os nascidos entre os anos 80 e 90 – e como gerar receita com as famosas “redes sociais”.
O marketing ganha novos sobrenomes como “digital”, “viral”, “de busca”, “de permissão” e outros. Surgem os anunciantes “do it yourself”, que fazem sua própria propaganda em ferramentas como Adwords.
O Google prevê a crise do final de 2008 quando percebe uma maior busca pela palavra “ouro” em meados de agosto, sinal de que os consumidores procuravam investimentos mais seguros.
Se o Facebook fosse um país, seria a 4ª nação mais populosa do mundo e acha que se tornará lucrativo “já” em 2010 (!).
Nesses 40 anos de internet, a própria internet é um retrato de tais mudanças. Uma testemunha ocular de tais transformações, ao mesmo tempo em que se torna dia a dia a protagonista de muitas delas.
Enfim, um brinde à Internet, nossa quarentona que se renova a cada dia. Um brinde àquela que para cada um de nós parece ter apenas 15 anos – uma eterna e rebelde adolescente.

Em 40 anos de existência a internet se renova a cada dia [Imagine você, meu caro internauta, ter que pagar prum cabra te dizer uma ululância deste jaez!]. Em tempos de redes sociais e comércio eletrônico, há um ápice na construção de conhecimento [Acho que ele escreveu essa frase só pra usar a palavra ápice!].

1969 – o ano que mudou a história da humanidade – teve sua presença marcante nos mais variados [quem escreve “mais variados” ou “e muitos outros” não tem muito o que dizer. Eu já deveria ter parado de ler esta bosta lá no primeiro parágrafo, mas gosto de sofrer, fazer o quê?] campos do conhecimento. Neil Armstrong dá um “grande passo para humanidade”, Joplin canta e encanta em Woodstock e, em 2 de setembro de 1969, dois computadores da UCLA trocam dados pela primeira vez em um experimento da criação da Arpanet, embrião do que seria a internet. [de novo: esse texto está identificado como “Novidades”! Retrospectiva de 1969 é novidade NAONDE, MEUDEUSDOCÉU?!?!!?!? ]

Nesse ano, até o Pelé teve sua participação com seu milésimo gol.

A lua há muito já se tornou lugar comum da humanidade [pausa para gargalhar. Perdoem, mas é que tenho que gargalhar com cuidado, porque me doem os pontos da cesárea do feiticeirinho… lugar-comum da humanidade é a sua existência, ameba!], Woodstock só vive na lembrança dos sessentões, mas mudou a história do rock e, quarenta anos depois, a Internet está mais atual e moderna do que nunca – virou revolução social.[Agora, ameba, explica se isso acontece nas atualidades dos dias de hoje (escrevi de propósito) ou se já aconteceu no relato das novidades de 1969!]

Em tempos de redes sociais, comércio eletrônico e processos por pirataria, a rede se mostra como o ápice da construção de conhecimento desde a invenção da escrita e faz com que o consumidor tenha, pela primeira vez, voz ativa. As novas tecnologias vieram para ficar e mudar as regras do mercado. [blablabla whiskas sachê blablabla pedaçinhos blablabla humano analfabeto blablabla]

Nesses 40 anos, o mundo mudou mais do que nos últimos 400 [por falar em comida para gatos, confiram minha cara de atenção e apreço para com este texto]. Tal constatação fica fácil quando consultamos os acontecimentos na Wikipedia dos últimos séculos. Quer saber como foi o próprio Woodstock? Entre no YouTube e veja por si só. A Lua? Google Moon. [Mais uma vez, confiram minha cara.]

Sempre afirmo que a Internet não é uma rede de computadores, mas sim, uma rede de pessoas [/filosofia barata com ideias idem]. Foram as próprias pessoas que construíram o que vemos hoje [Ah, não foi Papai do céu? Puxa, magoei agora! Vou chorar…] . Que tomaram as rédeas do mercado e fizeram todo o trabalho.

Empresas se viram com suas regras viradas de pernas para o ar e tentam entender a tal da geração Y – os nascidos entre os anos 80 e 90 – e como gerar receita com as famosas “redes sociais”.

O marketing ganha novos sobrenomes como “digital”, “viral”, “de busca”, “de permissão” e outros. Surgem os anunciantes “do it yourself”, que fazem sua própria propaganda em ferramentas como Adwords. [E isso é novidade! O cabra postou isso tudo sob o título No-vi-da-de!!!]

O Google prevê a crise do final de 2008 quando percebe uma maior busca pela palavra “ouro” em meados de agosto, sinal de que os consumidores procuravam investimentos mais seguros. [oooohhh…]

Se o Facebook fosse um país, seria a 4ª nação mais populosa do mundo e acha que se tornará lucrativo “já” em 2010 (!). [Por que eu não parei de ler essa toba lá em cima, meudeusdocéu?]

Nesses 40 anos de internet, a própria internet é um retrato de tais mudanças [Quem disse eu? Eu disse eu!]. Uma testemunha ocular de tais transformações [GAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHH!!!!!!!!!!! A Internet é o Seu Repórter Esso!!!!], ao mesmo tempo em que se torna dia a dia a protagonista de muitas delas. [Nãããããoo!! A Internet é estrela da novela das oitoooooooooo!!!! Fujam para as montanhaaaaaaaaaaasssssssssss!!!!!!]

Enfim, um brinde à Internet, nossa quarentona que se renova a cada dia [Aaaiii.. não sei se choro ou se tomo um Dramin!]. Um brinde àquela que para cada um de nós parece ter apenas 15 anos – uma eterna e rebelde adolescente. [Dramin, definitivamente! E uma lâmina, por favor! Vou cortar os pulsos!!!]

Não vou me dar ao trabalho de reescrever essa bosta daí de cima. Prá quê refazer um texto que fala sobre a tergiversação acerca do óbvio ululante? O Mané daí de cima que refaça um texto menos óbvio e mais rico em informações úteis para os leitores, oras! E que não envie essas coisas a outrem por spam! Spam de bêbado não tem dono, viu?

Diquinha básica: aprenda a escrever sobre tecnologia com João Bonnassis. (Miacaaaabo com o Boninha!!)



38 comentários sobre “Pediu pra escrever mal – e entrou DUAS VEZES na fila”

  1. Amanda comentou:

    Comecei a ler seu blog depois que o blog da grávida publicou seu texto sobre amamentação. Depois de ser inserida no universo (muito lindo e emocionante) de ser mãe e grávida, e de passar por experiências que comprovam que este corpo não me pertence mais e permanecerá assim por pelo menos mais alguns anos, fico muito feliz que há vida inteligente e diferente do que acontece no Discovery Kids após o nascimento!

  2. Madrasta do Texto Ruim comentou:

    olá! Seja bem-vinda, Amanda! Fico muito satisfeita em saber que o meu texto sobre amamentação te agradou! 🙂 Deixa eu avisar, então, que depois de “criar calos” nos mamilos, a dor passa e a tarefa de alimentar o filhote se torna bem mais prazeirosa!fique à vontade, viu? O caldeirão é todo seu! 🙂

  3. Raphael comentou:

    Sacanagem… nem todo PH é do tempo da pharmácia

  4. Madrasta do Texto Ruim comentou:

    Nada pessoal, Raphael. Até acho o pê-agá um charme. Mas vamos combinar que o nome do cabra em questão não combina com a (cof, cof) profissão (cof, cof) dele, né? o “ph” só ajudou a deixar a coisa ainda mais inacreditável…

  5. Miguel M. comentou:

    Madame, Madame, sei que vc não guenta mais me ver por aqui espanando as coisas, mas… “prazeIrosa”, não né? Bora lá consultar o Tio…

    Folgo em saber que a dor passou e que a tarefa ingrata dos primeiros dias da maternidade está virando prazer… Vai aumentar, vc vai ver. Eu tava aqui paparicando (/a paparicar – que horror!) a minha de 22 até quarta passada. Sei como é…

    MM,

    PS: Não precisa publicar este comentário. É só pra te encher um pouquinho…

  6. Madrasta do Texto Ruim comentou:

    Bora lavar a louça! Anda logo que quase não se vê a pia de tanta louça acumulada!
    Cara folgado, sô… 😉

  7. Rafael comentou:

    Há tempos penso no que a senhora quer dizer com uma palavrinha que insiste em aparecer em suas análises… justo a senhora, sempre tão afiada em seus comentários, usa-se de um termo que, ao menos daqui de onde venho, é bem suficiente para fazer trintões e trintonas corarem: TOBA, seja com o artigo “o” ou “a”, é aqui termo, digamos…. ULTRA-VULGAR, que designa, bem… sabe quando a gente manda algo ou alguém “tomar lá”?? Então… TOBA é esse lá.
    Um viva para os regionalismos, mas não sei realmente se a senhora tinha tal conhecimento, e se dessa forma é proposital o uso dessa palavra… na verdade mando-lhe esse recado muito mais com um caráter de “informação bacaninha” do que com um de “puxão de orelha”, e é bom esclarecer logo isso antes que me sobre algum feitiço contra “falso-moralismo”. Não é essa a intenção, de verdade. Mas enfim, recado dado.
    Um beijo !!

  8. Madrasta do Texto Ruim comentou:

    Meu caro,
    Além desse significado a que V. Sa. referiu-se, a palavra toba possui este outro significado, de acordo com tio Antônio:
    substantivo masculino
    Regionalismo: Norte do Brasil.
    homem corpulento, forte

    Mas eu, euzinha, uso o verbete como sinônimo de “coisa, troço, negócio”. Atoooron fazer isso.
    trata-se de outro regionalismo: um regionalismo típico deste caldeirão! :o)

    Aprendi isso com tia Maria, que usava a palavra súcia como se fosse sinônimo de “anseio, ansiedade, ânsia, necessidade atroz”, quando na verdade o verbete significa
    substantivo feminino
    1 Diacronismo: obsoleto.
    assembleia, sociedade, convívio familiar
    2 reunião de indivíduos de má índole ou de má fama; malta, bando
    Exs.: era uma s. de desocupados madraços
    s. de ladrões
    3 Regionalismo: Brasil.
    festa familiar; pagode

    Ou seja: ligue não. Aqui nóis é tudo meio estranho… :o)

  9. EteriMoorb comentou:

    online 20mg 12 stck

    dd1c online tablets manufacturer

  10. CharlesFrona comentou:

    furosemide 20 mg

  11. ZorinaMoorb comentou:

    online 50 mg bula

    e4fd click now online online pills

  12. ZorinaMoorb comentou:

    online nyc prescription fast

    e4fd online alternativas baratas

  13. LarryPayom comentou:

    bestwebcam.us.com

  14. VeselinaMoorb comentou:

    online on prescription in uk

    3a33 online lowest best price

  15. VeselinaMoorb comentou:

    drug discount is

    3a33 is online uk lowest price

  16. SadofMoorb comentou:

    billige is bestellen

    3292 is at 5mg online

  17. SadofMoorb comentou:

    is effetti negativi

    3292 average cost for is

  18. DorianaMoorb comentou:

    is krka

    1a96 cost of is from canada

  19. DorianaMoorb comentou:

    we like it is soft at

    1a96 is swallow or chew

  20. RannevMoorb comentou:

    viagra gnrique inde

  21. CharlesFrona comentou:

    acyclovir 400 mg

  22. RannevMoorb comentou:

    acheter is en suisse

  23. RannevMoorb comentou:

    cheapest original viagra

  24. RannevMoorb comentou:

    europa viagra barata

  25. RannevMoorb comentou:

    compra viagra on line

  26. RannevMoorb comentou:

    is viagra legal in malaysia

  27. RannevMoorb comentou:

    teachers union viagra

  28. Michaelfoene comentou:

    paydayloansdirectlender.us.com

  29. FilatMoorb comentou:

    genrico is 10 mg

    fa11 where can i get is jelly

  30. DomnikaMoorb comentou:

    generique pour is

    553b wow look it is purchase

  31. DomnikaMoorb comentou:

    ato is

    553b is cheap fast

  32. LeilaMoorb comentou:

    is seguro lloyds

    bfcf como usar ato do is

  33. DasiyaMoorb comentou:

    try it is blood thinner

    62ed is cost in mexico

  34. DasiyaMoorb comentou:

    australia in sale is

    62ed cvs is price

  35. IngeborgMoorb comentou:

    discount is next day mail

    1e9d precio de rx de is

  36. DanaMoorb comentou:

    euro is levitra

    bf25 very good site cheap is

  37. DanaMoorb comentou:

    avis is 5mg

    bf25 cut is pills in half

  38. SeverinMoorb comentou:

    wow canadian rx is

    f5a0 shops sell is london

Deixe o seu comentário aqui!

Publicado com o WordPress