The funhanhation

Dominada e rendida que estou com caixas de mudança em minha nova residência, agora no Planalto Central, eu meique deixo amebas escreventes e ectoplasmas suínos se digladiando por aí sem minha intermediação, porque como vocês já sabem, meus poderes limitam-se apenas ao exorcismo do português meia-boca. Quisera eu ser uma Samantha Stevens, mexer meu nariz e ter minha casa limpa, arrumada e em ordem. [Suspiro].

Mas deixemos divagações de mudança de lado, porque eu a-mei a expressão que a candidata do PT à presidência da República, Dilma Roussef, abiscoitou do locutor da Rádio Planeta Diário, de São José dos Campos. Como você podem ver neste link aqui (da folha, malzaê…), por inspiração do locutor da rádio (Planeta Diário, já é uma piada pronta…), dona ex-ministra disse que o presidente Lula assumiu um país funhanhado.

A sonoridade da palavra é deliciosa.  Bem brasileira mesmo. Mas que diabos esse troço significa? Tio Antônio fez cara de ué (outra expressão deliciosa e irretocável, também abiscoitada por dona ex-ministra do locutor da rádio) pra mim. Quem resolveu o dilema foi o senhor Google, que me forneceu este link.

Então, se funhanhado significa leso, estragado ou amasiado (Fulano está funhanhado com fulana), essa expressão é prima do trubisco e do fuzilico, lembram?

Daí que eu sou obrigada a defender dona Dilma neste meu caldeirão. Estou desde o início do ano torcendo por uma derrapada de dona candidata com a Língua Portuguesa, pra que ninguém me acuse de ser contra o Serra. Não tenho culpa se quando o candidato do PSDB fala ou ele é defendido por jornalistas smartões ou ele dá detalhe com a Flor do Lácio…

Por isso, tenho que discordar do Augusto Nunes, que afirmou que a “Dilma não domina nenhum nível do idioma”. Naonde que ele concluiu isso? Olha, a Dilma sabe, sim, falar português fluentemente… Não tenho provas contra ela, e olha que eu tô atrás, viu?

No mais, antes de falar mal do português dos outros, legal mesmo é fazer um título mais claro e com menos palavras, né não?

Porque o título

UOL explica que Dilma disse ‘funhanhado’ e Celso Arnaldo desvenda mais um mistério

Embaixo da “seção direto ao ponto” nada mais é que uma piada pronta… a notícia é sobre quem, zifio? UOL, Dilma, Celso Arnaldo, funhunhação, declaração  ou mistério? Escolhe, pô!

Título mais funhanhado, credo…. 😀



5 comentários sobre “The funhanhation”

  1. Luis comentou:

    Cê jura que ‘funhanhado’ existe de verdade? Minha santa mãezinha usava isso como sinônimo de estragado ou encrencado. Na minha humilde interpretação, ‘funhanhado e mal pago’.

  2. Madrasta do Texto Ruim comentou:

    Como disse o Augusto Nunes, a palavra não está dicionarizada. Já essa palavrinha infeliz (dicionarizar. Bleargh!), por incrível que pareça, está…. dicionarizada. Consta de tio Antônio. Mas me causa engulhos. Tanto que eu tenho vontade de esganar a ameba que fala uma coisa dessas…

    Mas, enfim, a palavra funhanhado não consta de nenhum dicionário, mas está nas bocas do povo…
    E, convenhamos, é bem mais simpática do que dicionarizar

    Engraçado, depois que li o seu funhanhado e mal pago, me ocorreu que talvez funhanhado seja uma palavra específica para virgens… 😀

  3. Luis comentou:

    Ou seja, virgem = quem nunca funhanhou?
    Faz sentido, mas é engraçadíssimo. Disso pra sacanagem falta isso aqui, ó… 😀

  4. Madrasta do Texto Ruim comentou:

    Falta? Tem certeza? 😉

  5. Os políticos e a tecla SAP « Passa Óleo e Acredita comentou:

    […] que possui um script cuidadosamente predeterminado. Ainda assim, soltou em São José dos Campos um funhanhado que deixou muita gente… funhanhada com a história. O título de grande comunicador da […]

Deixe o seu comentário aqui!

Publicado com o WordPress