Umnovoconceito em óculos escuros – eu mereço!

Vamos começar pelo mais recente.

Esse troço daí invadiu minha caixa postal. Foi uma assessoria de imprensa que mandou, juro Purdeus! Se você não entende por que o novoconceito me irrita sobremaneira, clicaqui.

Eu costumo ocultar o nome do queridocliente, mas desta vez nem isso dá pra poupar. Ou você compraria óculos escuros da marca Fuckwear? É um novoconceito em óculos escuros, djenti. Espia só a obra:

FUCKWEAR: UM NOVO CONCEITO EM ÓCULOS ESCUROS [Suspiro. profundo.]

Óculos escuros são um dos acessórios mais requisitados, e isso todos já sabem. Mas encontrar aquele modelo específico e que combine com o seu estilo, não é nada fácil. Por isso, chega ao mercado um novo conceito de óculos escuros, a FuckWear, que traz muitas opções aos seus clientes.
Com modelos modernos e muito alternativos, a FuckWear passa ao seu público um conceito descolado para os jovens e para quem tem estilo. “É um conceito ‘out-sider’ e a marca foi criada para quem realmente tem estilo e está antenado nas novas tendências”, afirma o empresário Alessandro Damasceno.
A própria apresentação da marca reflete a descontração de seus produtos: depois de uma bem sucedida exposição no Mercado Mundo Mix e eventos do calibre do ‘Skol Beats’, ‘GAS Festival’ e ‘Planeta Terra’, garantiu à marca seu espaço no mercado alternativo.
A empresa possui hoje mais de 120 modelos de óculos escuros e os disponibilizará, também, via internet por ‘e-commerce’, além de um departamento comercial integrado para lojistas. Seus produtos variam de R$ 55,00 a R$ 75,00, são 100% chineses e contam com garantia de um ano. Com destaque, a FuckWear mostra seu valor através do slogan: ‘Made with love in China’.

Óculos escuros são um dos acessórios mais requisitados, e isso todos já sabem [Ainda bem que própria tetéia tem noção de que começou o texto com um monumento ao lugar-comum]. Mas encontrar aquele modelo específico e que combine com o seu estilo, [péim! Essa vírgula aqui tá errada!] não é nada fácil [no meu caso foi facinho, facinho: na loja da Dior da Rodeo Drive, em Beverly Hills (joga no Google!), todos os modelos que eu provei ficaram di-vi-nos no meu rosto. Só não trouxe uns três ou quatro por um único motivo: são caros que só!]. Por isso, chega ao mercado um novo conceito de óculos escuros[Ok, vamos por partes: o que é um novo conceito em óculos escuros? São óculos escuros com lentes claras? Óculos escuros sem lentes? Óculos escuros que não são óculos? Onde entra o conceito do novoconceito aí? Alguém, pelamordedeus, mixplica qual o sentido de se ilustrar uma frase com um novo conceito em?], a FuckWear[quero saber que tipo de bosta passou pela cabeça do cidadão que teve a idéia de jênio de batizar seu empreendimento de FuckWear. Se for o Oscar Maroni, OK, tá perdoado. Ecompreendidíssimo. Mas avisa, né? Ou será que o novoconceito dos tais óculos escuros reside justamente no fato de os óculos escuros serem fuckwear? Aliás, fuckwear poderia ser traduzido por modelito motel?] , que traz muitas opções aos seus clientes.[Ah, eu fico tão feliz com isso! Um novo conceito que traz muitas opções aos clientes! Faltou dizer que os óculos atendem às necessidades específicas de cada cliente!]

Com modelos modernos e muito alternativos[tá vendo? Tô dizendo que esse troço é modelito motel… alternativo define!], a FuckWear passa ao seu público um conceito descolado [aiopingolimqueeunãotenho! O conceito é novo e já se descolou? Então, é um conceito de qualidade duvidosa, é isso?] para os jovens e para quem tem estilo. “É um conceito ‘out-sider’ [aaaaaaaahhhhhhhhhh, entendi! É um conceito perdido! Ele não sabe quemcossô, oncotô, proncovô… por isso é um out-sider! “O que queira que isto venha a significar”, como diria um tradutor maluco alemão-português que um dia cruzou o meu destino.] e a marca foi criada para quem realmente tem estilo e está antenado nas novas tendências”[U-au! Se você reside no lugar-comum da moda mundial, seu óculos é fuckwear! se você tem estilo e está antenado às novas tendências, você… é uma vítima do consumismo enlouquecido! (Aimeudeus… onde é que eu fui amarrar a minha égua?)] , afirma o empresário [por motivos de Vergonha Alheia omito aqui o nome do culpado pela coisa. Mas garanto que não é o Maroni!]

A própria apresentação da marca reflete a descontração de seus produtos[Sei, sei… Acho que vou convocar minha cara de interessada pra continuar a ler este texto!] : depois de uma bem sucedida exposição no Mercado Mundo Mix e eventos do calibre do ‘Skol Beats’, ‘GAS Festival’ e ‘Planeta Terra’, [hummm… ou a tchutchuca tira o depois do começo da frase, ou acrescenta um objeto direto aqui, senão o texto fica sem… estilo, sem personalidade, saca? Tá bom, fica sem sentido, mesmo!] garantiu à marca seu espaço no mercado alternativo.

A empresa possui hoje mais de 120 modelos de óculos escuros e os disponibilizará[Eu sa-bi-a que iria pulular um disponibilizar no meio desse texto! O cheiro da ameba ja me anunciava isso!], também, via internet por ‘e-commerce’[Ai, que beleza! Via Internet os produtos serão vendidos por…. e-commerce! Parafraseando Stanislaw Ponte Preta, queremos crer que tal inovação revolucionará o conceito de mercado de e-commerce via internet!] [Mas o melhor vem agora:] (…)  Seus produtos (…) são 100% chineses e contam com garantia de um ano. Com destaque, a FuckWear mostra seu valor através do slogan: Made with love in China.[Eu fui a única a ver a cara do cidadão que fabrica os óculos com amor chinês?]
Então, ficamos combinadíssimos assim: se você é descolado e se amarra num lugar-comum, você usa o modelito motel, certo?
Permitam que eu me abstenha a tentar melhorar esse texto. Redação sobre a marca FuckWear já está fadada à vergonha alheia antes mesmo de ser pensada!


Um comentário sobre “Umnovoconceito em óculos escuros – eu mereço!”

  1. Luiz Prata comentou:

    Fuckwear deveria ser marca de camisinha, não de óculos. Ou será que a pessoa usaria óculos escuros durante… deixa pra lá.

Deixe o seu comentário aqui!

Publicado com o WordPress