Vírgulas e pontos já estão em recesso de fim de ano na Folha de SPaulo

Mais uma dica do Daniel Penasio. Sujeitim que escreve um troço destes e ainda acha que escreve bem está, no mínimo, precisando de férias. Porque de férias já saíram uma série de pontos e vírgulas desse texto. Ó só que coisahorrorosa:

Dilma abandona peruca e aparece de cabelos curtos em evento em Brasília
MÁRCIO FALCÃO
da Folha Online, em Brasília
Após sete meses recorrendo a uma peruca durante as aparições públicas para evitar mostrar as falhas no cabelo provocadas pelo tratamento contra o câncer, a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) exibiu nesta segunda-feira, pela primeira vez, um visual de cabelos curtos, em tom castanho escuro.
A aparição foi durante uma cerimônia no Palácio do Itamaraty, de lançamento do Programa Nacional de Direitos Humanos 3 e de entrega do prêmio Direitos Humanos 2009.
Dilma Rousseff chora ao lembrar de uma amiga da época da ditadura militar
A ministra adiantou em novembro que pretendia aposentar a peruca, quando o penteado ficasse mais uniforme. Ela assumiu que usava peruca em maio. Na ocasião, demonstrando bom humor, Dilma disse que recorreu a uma “peruquinha básica”.
Os fios de cabelo começaram a cair por causa do tratamento contra um linfoma. Em setembro, a equipe médica que acompanhava a ministra anunciou que o tratamento estava encerrado.
A doença chegou a colocar em dúvida a candidatura de Dilma à sucessão presidencial de 2010. A ministra, no entanto, se manteve forte, à frente dos trabalho na Casa Civil para mostrar que tinha condições de ser o nome do PT na disputa eleitoral.
Dilma anunciou em 25 de abril a retirada de um nódulo de 2,5 centímetros da axila esquerda. Em meados de maio, ela foi internada no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, com fortes dores nas pernas.
Na ocasião, foi diagnosticada com miopatia, uma inflamação muscular provocada pelo tratamento contra o câncer.
Em setembro, a ministra disse que o tratamento lhe fez dar mais valor à vida e que o momento mais difícil foi receber a notícia da doença.
“Em tudo na vida a gente tira uma coisa de bom. Eu acho que o que eu tirei de bom da doença é essa valorização da vida e essa certeza da imensa solidariedade que no Brasil as pessoas têm uma com as outras. O momento mais difícil é quando a gente recebe a notícia, porque cada um de nós lá no fundo acha que nunca vai ter nada. Então, quando recebe a notícia, está despreparada para ela, porque ela é inesperada. E aí eu tive muita sorte que é o fato de você fazer exames, se cuidar e tentar descobrir a doença o mais cedo possível, porque aí ela é uma doença necessariamente mais fácil de tratar e na grande maioria ela é curável”, disse.

Dilma abandona peruca e aparece de cabelos curtos em evento em Brasília

Após sete meses recorrendo a uma peruca durante as aparições públicas para evitar mostrar as falhas no cabelo provocadas pelo tratamento contra o câncer [arf, arf, arf, arf… peraí! Deixa eurrespirar… arf, arf, arf…] , a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) exibiu nesta segunda-feira, pela primeira vez, um visual de cabelos curtos [mas aqui você pôs vírgula, né, ameba? Eu dispensaria!], em tom castanho escuro.

A aparição foi durante uma cerimônia no Palácio do Itamaraty, de lançamento do Programa Nacional de Direitos Humanos 3 e de entrega do prêmio Direitos Humanos 2009.[não fosse o Itamaraty famoso e conhecido, eu poderia jurar que a função do palácio é o lançamento do tal programa lá e da entrega do prêmio acolá.]

A ministra adiantou em novembro que pretendia aposentar a peruca [ritmo zero. Pontuação zero. Cadência zero. Não deixem esse redator sair no carnaval, porque ele vai atravessar o samba!], quando o penteado ficasse mais uniforme. Ela assumiu que usava peruca em maio. Na ocasião, demonstrando bom humor, Dilma disse que recorreu a uma “peruquinha básica”.

(…)

A doença chegou a colocar em dúvida a candidatura de Dilma à sucessão presidencial de 2010. A ministra, no entanto, se manteve forte, à frente dos trabalho [OK, foi erro de dedo. Vou relevar.] na Casa Civil para mostrar que tinha condições de ser o nome do PT na disputa eleitoral.

[momento hipocondríaco:] Dilma anunciou em 25 de abril a retirada de um nódulo de 2,5 centímetros da axila esquerda. Em meados de maio, ela foi internada no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, com fortes dores nas pernas.

Na ocasião, foi diagnosticada com miopatia, uma inflamação muscular provocada pelo tratamento contra o câncer. [fim do momento hipocondríaco]

(…)

Vejam vocês como estou boazinha. E vejam como é simples tornar um texto claro. Basta concatenar as idéias, escrever frases curtas e bem organizadas e, finalmente, sair distribuindo pontos a rodo. Acompanhem:

A Ministra Dilma Roussef (Casa Civil) exibiu hoje, pela primeira vez, seus cabelos curtos em tom castanho escuro. Nos últimos sete meses, Dilma vinha se valendo de uma peruca para esconder as falhas causadas pelo tratamento contra um câncer. A peruca era usada durante as aparições públicas da ministra.

A ocasião escolhida por Dilma para exibir os cabelos curtos foi durante cerimônia de lançamento do Programa Nacional de Direitos Humanos 3 e de entrega do prêmio Direitos Humanos 2009, realizada no Palácio do Itamaraty,

A ministra havia assumido o uso da peruca em maio. Na ocasião, demonstrando bom humor, ela confessou ter recorrido a uma “peruquinha básica”. Em novembro, Dilma prometeu que iria aposentar o acessório assim que seu penteado ficasse mais uniforme.  (…)

A doença chegou a colocar em dúvida a candidatura de Dilma à sucessão presidencial de 2010. A ministra, no entanto, se manteve forte, à frente dos trabalhoS na Casa Civil bla bla bla bla….


Deixe o seu comentário aqui!

Publicado com o WordPress