Xixi sem objeto

Tô pra postar esta foto aqui há milênios, mas ela foi esquecida no meio das fotos tiradas no meu celular. É, não tem desculpa, não, sou uma relapsa, mesmo! Mas vamos reparar o erro agora…

Tirei esta foto ao ser avisada da tetéia (com acento) por uma dileta ectoplasma suína colega do meu marido. O aviso aqui retratado pode ser encontrado no banheiro de um banco bem brasileiro, por assim dizer, cuja sede fica em Brasília (pelamordedeus, diz que entendeu, vai?).

Só tenho uma explicação pra esse texto:  ao escrevê-lo, a moça (vou partir do princípio de que ele foi escrito por uma moça, posto que está no banheiro feminino) estava tão apertada pra fazer xixi que esqueceu de usar objetos diretos e indiretos, e deixou o benedito repleto de dúvidas existenciais. Mas vamos ao texto em questão:

 

Vou reescrever o benedito aqui embaixo, pra poder repensar e discutir a relação junto com vocês…

Seguindo algumas regras nos sentiremos mais à vontade! [Tenho medo de avisos como este em banheiros. Sei lá, podem enunciar regras para usos outros que não o defecar, o urinar e o lavar as mãos. Vocês me desculpem, mas eu frequento banheiros bem familiares…]

Após o uso do papel higiênico jogar na LIXEIRA [Tá bom, eu jogo na lixeira. Se você me avisar O QUE EU TENHO QUE JOGAR NA LIXEIRA, eu jogo! Jupurdeus!]

Enrole o absorvente no papel higiênico antes de colocar na lixeira [colocar o quê ou quem na lixeira, zifia? ssuncê pode ser um cadim mais específica e direta, por favor?

Dê descarga COMPLETA SEMPRE que usar o sanitário, deixando o banheiro como você gostaria de encontrar na sua casa [Rapá! Vejam vocês o que uma bexiga cheia demais é capaz de fazer com os neurônios de uma ameba escrevente! Ela quer que o banheiro do trabalho se materialize na minha casa, é isso? E como se dará tal feito? Teletransporte? E-mail? (eu pensei na piadinha de passar um fax, mas não vou fazê-la, não senhores…]

Jogue as toalhas de papel que você enxugou sua mão na lixeira [a mão da lixeira vai ter a toalha de papel jogada fora? Ou a lixeira de papel vai se jogar na mão? E quem vai enxugar o quê? É soorooba, como diria a Katylene?], e lembre-se: duas folhas são suficientes! [Cejura que cê acredita nessa lenda urbana, zifia? “duas folhas são suficientes”?]

SEJA EDUCADA, ASSIM COMO VOCÊ É EM SUA CASA!

Eu descubro o nível de ruindade de um texto depois de implicar com ele. Se eu olho pro texto vermelho com o qual eu impliquei em azul e vejo mais azul do que vermelho, é sinal de que a redação em questão me deu margem pra falar demais. Em suma: uma bosta!

O mapa astral-gramatical desse texto indica que sua lua fugiu do quadrante dos objetos diretos, o que deixou-o nebuloso, sujeito a chuvas e trovoadas. É um erro grave, que não deve ser cometido por texto nenhum!

Seja específico, indique com clareza o que você está falando no seu texto, prá não dar motivos nem margens a interpretações dúbias de suas palavras. Não me canso de dizer: se você acha que escreve bolinhas amarelas e a pessoa que te lê entende listas azuis, parta do princípio de que você não escreveu direito. Reescreva a bagaça, até que o seu leitor não entenda outra coisa que não bolinhas amarelas.

Bastam alguns tapas no texto acima pra que ele fique claro, objetivo e direto. Deixa eu exorcizar o benedito, vai:

Seguindo algumas regras nos sentiremos mais à vontade!

Após usar o papel higiênico-vírgula, jogue-o na LIXEIRA

Enrole o absorvente no papel higiênico antes de colocá-lo na lixeira

Dê descarga COMPLETA SEMPRE que usar o sanitário, deixando este banheiro da forma como você gosta de encontrar o banheiro de sua casa 

Jogue na lixeira as toalhas de papel com as quais você enxugou sua mão na lixeira, e lembre-se: duas folhas são suficientes!

SEJA EDUCADA, ASSIM COMO VOCÊ É EM SUA CASA!

E pronto! Com esse texto, o xixi fica menos existencial….

Pelo menos o texto em questão está no banheiro! 😀 (Ah, desculpem, mas essa piadinha era imperdível! 😀 )

Deixe o seu comentário aqui!

Publicado com o WordPress