Voz Passiva: modo de (ab)usar

Share Button

Devo, não nego, pago quando puder. Sei que prometi outro post destrinchando as manchetes da Derrota Collection Week, mas isso vai me tomar um tempo meio grande. Por ora, deixa eu falar aqui deste texto escancaradamente escandaloso.

Intâo… sabe quando uma criancinha diz “a jarra quebrou porque a bola bateu nela”, e esquece de dizer que a bola bateu porque ela, a criancinha, chutou a bola na direção da jarra.

Pois é.

Acompanhem esta manchete mirabolante do G1 – que eu posso quase jurar que não foi obra do G1 mas da France Presse:

Palestino disfarçado de fotógrafo morre depois de esfaquear soldado

aí você se pergunta se ele morreu por autocombustão, infarto, mal súbito ou o quê (mas seus botões meio que lhe contam que ele não morreu, mas foi morrido).

Então você, cheidi curiosidade, vai pro primeiro parágrafo da notícia:

Um palestino disfarçado de jornalista esfaqueou e deixou gravemente ferido nesta sexta-feira (16) um soldado perto da colônia de Kiryat Arba, na Cisjordânia ocupada, e foi morto pouco depois, informou o exército israelense.

Foi morto. Por quem? Ah, é, bem… quem mesmo? N Ã O   I M P O R T A.

é pra isso que serve a voz passiva. Pra sumir com o agente da ação. (Agente da ação: aquele que age, que comanda o verbo e altera completamente a situação final de quem está na posição de objeto direto). Porque, amos combinar: “soldado israelense mata palestino que havia esfaqueado outro soldado” é assaz direto. Palestino morre após esfaquear deixa bem claro que o palestino morreu porque esfaqueou o outro. E a culpa é todinha dele, palestino.

E um beijo bem grande pra você que acha que a imprensa é isentona.

Share Button


3 comentários sobre “Voz Passiva: modo de (ab)usar”

  1. Socorro comentou:

    Volta por face, cê faz falta

  2. L.A.Pandini comentou:

    Madrasta, teu perfil no Face acabou mesmo? Não foi reposto? Abraços!

  3. Madrasta do Texto Ruim comentou:

    Gente, espero voltar nos próximos dias! #oremos

Deixe o seu comentário aqui!

Publicado com o WordPress