Datafolha e a otimização das pesquisas

Dá pra imaginar a reunião de pauta que originou o texto. Diz o editor:
– Precisamos requentar e fazer valer aquela pesquisa de merda do Datafolha.
– Mas chefe – ponderou o estagiário recém-chegado do Ego – essa pesquisa deu tanto problema… Até linguista provou a manipulação dela e…
-Preferenciosidade, meu jovem! Aqui na Folha usamos eufemismos tucanos! Diga preferenciosidade! Mas o fato é que nós precisamos exacerbar a preferenciosidade do último Datafolha! Como proceder, Mané?
– A vaca véia (imagino que todos na Folha sejam muito carinhosos e deferentes com a presidenta) chulapa todo mundo em qualquer cenário. Acho que só se a gente segmentar os entrevistados por recortes conseguimos equilibrar alguma coisa e…
– Ótimo! Faz isso! Vai ser capa de amanhã!
– Mas essa pesquisa tem mais de duas semanas!!!!
– Whatever. Manda ver!

Aí eles aprontaram essa teteia que o Muda Mais, aquele site de comunista tranquera 😉 , analisou muito bem.



Um comentário sobre “Datafolha e a otimização das pesquisas”

  1. Cristian Korny comentou:

    Parece eu jogando War II com um ex-amigo (leia-se “filho-da-puta”), a regra dizia que a gente agrupava os dados segundo ordem de grandeza: 1º maior meu com 1º maior dele, 2º maior meu com 2º maior dele, e 3º maior meu com 3º maior dele, acontece que o jogo tinha de acabar, com desvantagem dele, na insistência de agrupar 1º maior meu com 3º maior dele, quer dizer, melava-se a partida. Táticas coxinhas.

Publicado com o WordPress