Objetivando Disponibilizar





Paulo Henrique Amorim e a perca [suspiro] do IPTU

Foi com este post daqui. Lá pelas tantas, o texto declara que

“A situação de não poder aumentar o IPTU acarreta em uma perca de 1 bilhão”

Perca, gente. Perca. PERCAAAAAAAAA

Duvidam?

Alá a imagem! Tá destacada….

Captura de Tela 2013-12-16 às 21.46.04

Ticontá, viu?

Oi? Você não entendeu o erro?

Tio Antônio, socorre aqui, por favor?

Perda \ê\ [/ê/ e D, cacete! é com D, cacete!!!!]

substantivo feminino ( sXIII)

1 ação ou efeito de perder

E antes que você me pergunte sobre a perCa, eu te aviso que perca é presente do subjuntivo do verbo perder. (que eu perca, que tu percas, que ele perca, que nós percamos, que vós percais, que eles percam. De nada.)

Quer dizer: O IPTU de São Paulo tá tão zicado, mas tão zicado, que até erro de português tá sendo cometido em nome dele, coitado!

Haddad, seu lindo, vá tomar um bom banho de descarrego, porque não está fácil procê, viu, zifio?

Mas eu não posso perder o foco: PORRA, PAULO HENRIQUE! QUER GANHAR TROFÉU #PORRAFOLHA, É?

E PORRA, FOLHA! Cê num tem culpa, mas merece ser culpada mesmo assim!

Atualização de 19/12: APRENDEU, HEIN, PAPUDO?

 atualizacaopha



2 comentários sobre “Paulo Henrique Amorim e a perca [suspiro] do IPTU”

  1. Luiz Prata comentou:

    E mais: “perca”, como substantivo, é uma espécie de peixe (e eu nem sei se a pronúncia do nome do peixe é pÉrca ou pÊrca). E certamente não vale um bilhão.
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Perca_(peixe)

  2. Marlena comentou:

    Já ia comentar, mas Luiz Prata foi mais rápido. 🙂

Deixe o seu comentário aqui!

Publicado com o WordPress