Tá “difícel”, viu?

[suspiro]

[suspiiiiiiiiiiiiiiiiiro]

Daí que um telejornal do sul de Minas, de uma afiliada da Globo, fez uma reportagem sobre as dificuldades do ensino e da aprendizagem do português. Até aí nenhuma novidade. Nenhuma novidade MES-MO.

A coisa começou a degringolar quando a reportagem subiu pro site do G1. Quem alertou a coisa foi o Maurício Ricardo. Ponham reparo:

Vocês não repararam nada? Mas nada mesmo?

Então, tá bom. Foi falta de oração aos deuses do print-screen. O título já foi alterado.

Mas espere! O título original deixou marcas no nome da página!

Agora reparem no título original da matéria, lá no nome da página. Peraí que eu ajudo.

É. Pois é. O aprendizado do português é muito difícel, né?

/o\

(P.S.: Turma grande é desculpa esfarrapada pra profissional incompetente. A tia Tereza, minha professora da terceira série, dava aula pruma turma de quase 40 crianças, e ensinou o modo indicativo direitinho a todo mundo! Incompetência profissional e desinteresse pelo bom desempenho dos alunos explicam a coisa muito melhor! E fiquem à vontade pra me xingar! Em março eu começo minha licenciatura em português pela UnB!)



5 comentários sobre “Tá “difícel”, viu?”

  1. Marcos comentou:

    Bruxa, sem querer tirar o do estagiário da reta, pode ser que a sua fonte tenha caído num trote. O G1 tem uma falha no sistema que permite a criação de URLs falsas, como a clássica http://g1.globo.com/Noticias/Rio/0,,MUL1442198-5606,00-PUTA-QUE-PARIU-CALOR-DA-PORRA-VIXE.html

    Tem uma explicação aqui:
    http://imartyturbo.blogspot.com/2010/02/erro-no-g1.html

    No mais, puta que pariu, calor da porra. Tá difícel.

  2. Madrasta do Texto Ruim comentou:

    Marcos,
    Ontem o tuíte foi nesse sentido: “vejam este link antes que corrijam o título! Tá difícel!”, ou coisa parecida. quer dizer, não nego a possibilidade de fraude, mas também não excluamos a possibilidade de hortografia pobremática, néam? ;o)

  3. Marlena comentou:

    Meu Deus, Madrasta, que olho!

  4. Cecilia comentou:

    Madrasta, está na Globo.com “Rainha magrinha, Furtado afasta boato de que “comprou” posto e preconceito”. Ela comprou o posto + o preconceito, ou ela comprar o posto é (verbo ser) preconceito e faltou acentuação? Feliz sexta-feira!

  5. Sri comentou:

    disse:Good site! I really love how it is simlpe on my eyes and the data are well written. I am wondering how I might be notified when a new post has been made. I’ve subscribed to your RSS feed which must do the trick! Have a nice day!

Publicado com o WordPress